Município de Vitória da Conquista institui 22 de julho como Dia da Paz e da Conciliação

|17 maio, 2019

Guilherme Barbosa Nunes*

Vitória da Conquista é o 28º município brasileiro a instituir o Dia da Paz e da Conciliação. Na foto, sócios da UDV em Vitória da Conquista, 3 de maio de 2019 | Foto: Ygo Alves.

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista, na Bahia, aprovou no dia 3 de maio o projeto de lei que institui o Dia da Paz e da Conciliação, a ser comemorado anualmente em 22 de julho no município, em referência à data em que o baiano José Gabriel da Costa, o Mestre Gabriel, criou o Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, no ano de 1961, nos seringais da Amazônia.

O projeto, de autoria do vereador Valdemir Dias, foi sancionado pelo prefeito Herzem Gusmão, transformando-se na Lei Municipal nº 2.299/2019. Vitória da Conquista é o 28º município brasileiro a instituir o 22 de julho como Dia da Paz e da Conciliação.

“A Paz é um dos bens mais preciosos da humanidade e nós temos de regar esta planta. Daí percebemos a importância de termos esse dia 22 de julho em nosso município também como o Dia da Paz e da Conciliação”, disse o proponente do projeto de lei, durante a votação que resultou na aprovação por unanimidade do projeto. Segundo o parlamentar, a UDV, por intermédio do Núcleo Vitória, vem prestando um serviço relevante ao município, auxiliando muitas pessoas e pregando a paz. De acordo com a lei, anualmente poderão ser realizadas várias atividades de promoção da Paz e da Conciliação no dia 22 de julho.

Sonho que se realiza

Um dos pioneiros da UDV em Vitória da Conquista, Mestre Paulo Barra comemorou a inclusão do dia 22 de julho no calendário oficial do município. “É um sonho que se realiza. Em nossa cidade, o dia 22 de julho está confirmado como Dia da Paz e da Conciliação.”

Para o Mestre Representante do Núcleo Vitória, Thomaz Oliveira, a aprovação dessa lei representa também o reconhecimento ao trabalho que a UDV vem realizando no município. “Vamos continuar trabalhando para que esse dia seja cada vez mais reconhecido por meio de nossas ações e nossos bons exemplos.”

Mestre Thomaz também ressaltou a importância dessa lei para a promoção da paz. “O Mestre Gabriel criou a União do Vegetal para trazer a paz às pessoas, ensinando a como ter uma vida com mais equilíbrio e harmonia. Neste sentido, o dia 22 de julho é um marco.”

Seis estados e 28 municípios

Desde 2011, quando se celebrou o aniversário de 50 anos de criação da União do Vegetal, diversas Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais do país vêm aprovando projetos de lei que instituem o 22 de julho como Dia da Paz e da Conciliação. As iniciativas dos projetos partiram de deputados estaduais e vereadores. Depois de promulgados por governadores e prefeitos, os projetos tornaram-se leis no Distrito Federal (2015) e em seis estados: Amazonas (2010), Roraima (2011), Paraná (2011), Pará (2012), Mato Grosso (2015) e Acre (2016); e também em 28 municípios brasileiros.

O principal objetivo da data é que ela possa servir como um período de preparação ao dia 1º de janeiro, quando se comemora o Dia da Confraternização Universal. Segundo os textos dos projetos, a relação entre o Dia da Paz e da Conciliação (22 de julho) e o da Confraternização Universal (1º de janeiro) está em que a conciliação é o momento anterior e indispensável à confraternização entre os povos. É também uma atitude que auxilia a praticar o ensinamento de Jesus, de amar

*Guilherme Barbosa Nunes é integrante do Quadro de Sócios do Núcleo Vitória (Vitória da Conquista-BA).

4 respostas
  1. Cristina da Luz
    Cristina da Luz says:

    Confiando na palavra do Mestre – chegará o momento em que esse será o dia mundial da Paz e da Conciliação! Parabéns aos irmãos de Vitória da Conquista!

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *