No centenário de Mestre Pernambuco, uma mensagem de fraternidade

| 6 Fevereiro, 2023

Nesta data de 6 de fevereiro de 2023, celebramos o centenário de nascimento de Manoel Severino Felix, o Mestre Pernambuco. Nascido em Limoeiro (PE), Mestre Pernambuco migrou para a Amazônia em busca de melhoria de vida e foi soldado da borracha no Seringal Guarapari (na divisa do Estado do Acre com a Bolívia), onde conheceu Mestre Gabriel em um terreiro de Umbanda. Desencarnou em 2001, aos 78 anos.

Pernambuco foi um dos primeiros discípulos de Mestre Gabriel. Participou de momentos importantes da União do Vegetal, tanto nos seringais quanto em Porto Velho (RO). É autor de Chamadas e contribuiu com a expansão do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal. Casou-se com Maria Guiomar Pereira da Cunha, a Conselheira Guiomar – pessoa querida pela família de Mestre Gabriel e Mestre Pequenina (companheira de Mestre Gabriel). Conselheira Guiomar desencarnou em 4 de novembro de 2001, com quase 61 anos.

Em homenagem aos 100 anos deste senhor, o Blog da UDV disponibiliza abaixo um trecho de uma oratória dele e que nos fala a respeito de sermos mais irmãos uns dos outros. A pedido da Equipe do Blog, o trecho foi selecionado pelo Mestre Edison Luís Guedes Neves, Mestre Assistente Central da 8ª Região da União do Vegetal e afilhado de batismo do Mestre Pernambuco.

Oratória de Mestre Pernambuco

Bebemos esse Vegetal em busca de conhecimento e esclarecimento e está na parcela do cumprimento dos nossos deveres. Somos irmão pela União do Vegetal e somos irmão pela nossa origem de Adão e Eva. Se toda a humanidade conhecesse que todos somos irmão não tinha coisa absoluta* no planeta, em país nenhum, se reconhecêssemos que nós somos irmãos. E somos irmãos três vezes: irmãos de pai e mãe; irmãos porque somos filhos de Adão e Eva e irmãos pela União do Vegetal. Somos irmãos três vezes. Então, se toda a humanidade visse isso, o planeta era um paraíso – não tinha guerra, não tinha desunião, tudo era irmão “a uns ao outro”.

Então Mestre Gabriel disse assim: “é a coisa mais sublime que vem de Deus esse nome de irmão”. Esse nome de irmão, a gente ser irmão, mas irmão mesmo, com sinceridade e com respeito “a uns ao outro”. Assim a União Vegetal pode crescer, que ela é pra crescer mesmo, mas dentro do respeito e dentro da ordem. O espelho está em nós discípulo da União do Vegetal, homens e mulheres, respeitar “a uns aos outros” e a si mesmo, pra ter confiança a Deus, do Mestre e do Representante.

É assim que o Mestre Gabriel recriou essa União do Vegetal. Essa é a doutrina dele sobre o respeito e a irmandade fraterna. E vai chegar o dia que será a humanidade universal, tudo filho de Deus, sem maldade, e lealdade em cada um, em todos. Quando chegar a unir os discípulos dentro desse respeito e dessa sinceridade, é um paraíso na terra, um paraíso na terra.

Mas, esse paraíso ainda não está sendo. Pra ser um paraíso na terra, todos esses filhos de Deus e discípulos do Mestre ainda têm muito trabalho porquê todos ainda não são mestres.

*coisa absoluta: o sentido usado por Mestre Pernambuco é de “coisa absurda”.

9 respostas
    • Tertuliano Rodrigues
      Tertuliano Rodrigues says:

      Quanta sabedoria em palavras tão simples. Boa oportunidade pra quem não teve o merecimento de conhecer M Pernambuco, poder entender mais como ele trazia os ensinamentos!

      Responder
  1. Joselito Soares
    Joselito Soares says:

    São essas pessoas que dedicaram a vida pra hoje estarmos aqui ainda aprendendo essa doutrina, que tenhamos sabedoria pra internalizar esses ensinamentos, acompanhar esse exemplo que mesmo não tendo quase nada ainda se doava. Não conheci o Mestre Pernambuco, mas ainda me emociono com as história de sua vida, de sua obediência ao M. Gabriel.

    Responder
  2. Davi Paz
    Davi Paz says:

    100 anos do Mestre Mourão, exemplo fidedigno de moral. Prontidão, comprometimento e confiança, eram virtudes de um discípulo obediente ao Mestre. Grato ao M. Pernambuco que auxiliou na expansão da União, trouxe chamadas e trabalhou muito para hoje termos o merecimento de desfrutar dos frutos que um dia foram bem semeados. Um exemplo a ser seguido.

    Davi Paz
    QS, Núcleo Mestre Ernesto – 10a Região, Caruaru PE

    Responder
  3. Oz
    Oz says:

    Mestre Pernambuco como outros caianinhos pioneiros é uma raiz profunda, fixando, regando e nutrindo a União do Vegetal para planta-la definitivamente na terra.

    Oz – Núcleo Flor Divina

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *