Conselheiro Galvão, mestre da Poesia e da Música

| 6 Dezembro, 2022

Jairo dos Santos*

Sabemos que essa nossa vida corrida, muitas vezes, não nos permite refletir mais detidamente sobre acontecimentos que merecem uma maior reflexão da nossa parte. Uma delas é a passagem de um amigo, um irmão, com o qual convivemos, para “os campos do Senhor”. Inicio assim essa singela homenagem ao nosso irmão, amigo e poeta Luiz Dias Galvão, que aos 87 anos de idade, fez a passagem em 22 de outubro passado, no Hospital do Incor, em São Paulo.

No quarto do hospital, quando se aproximava o momento da passagem, a sua esposa, a Conselheira Janete, fez algumas chamadas da UDV e rezou a oração “Salve Rainha”; logo após, um dos seus filhos, Kashi, entoou a Chamada da Conformação, no decorrer da qual o Conselheiro fez a passagem desse plano terrestre para uma das muitas moradas do nosso Pai Criador.

O Conselheiro Galvão nasceu no dia 22 de abril de 1935, no município de Juazeiro – Bahia. Foi casado com a Conselheira Janete e com ela teve três filhos: Lahiri, Kashi e Céceu. Foi também um pai amoroso de Pedro (Peu) e Alexandra, seus enteados.

Iniciou a sua caminhada na UDV como adventício em 21 de dezembro de 1992 no Núcleo Serenita (Lauro de Fretas- BA). Em junho de 1994 foi convocado para Corpo Instrutivo e em 1º de novembro de 1997, dia da Confirmação, recebeu a camisa com o CDC. Em 1998 passou a ser sócio do Núcleo Salvador (Salvador- BA).

Compositor de sucesso

Luiz Galvão é autor de grandes sucessos da melhor música brasileira, sendo, junto com Moraes Moreira, o compositor de quase 100% das músicas do grupo “Novos Baianos”, que revolucionou a cena musical brasileira na década de 70. “Acabou Chorare”, o disco que é considerado um dos 100 melhores LP’s já produzidos no mundo, foi também eleito, em outubro de 2007, pela revista Rolling Stone, como o melhor da história da música brasileira.

É também autor de alguns livros essenciais para quem quer conhecer com mais detalhes as histórias do próprio grupo, de João Gilberto e da música brasileira dos anos 1970: “Novos Baianos, a História do Grupo que Mudou a MPB”, “João Gilberto, a Bossa”, e “Anos 80: A história de uma amizade na década perdida”.

Presto aqui essa homenagem ao Conselheiro da UDV, Mestre da Poesia e da Música. Homem de Deus que realizou a grande vitória de ultrapassar as aventuras para um dia viver a Grande Ventura de ser discípulo de Mestre Gabriel. Um discípulo que antes de chegar na UDV já cantava “Cosmos e Damião” e já sabia ser “a língua portuguesa, a língua da luz…”.

Escrevo, principalmente, para os sócios e sócias, que não conheceram o Conselheiro Galvão. Merecedor da Honra de, nessa vida, ter sido discípulo do Mestre Gabriel e Conselheiro da UDV. Que seja para sempre lembrado. Escrevo pelo sentimento de ter sido um dos cativados, na UDV, pelo coração generoso e alegre desse poeta e irmão.

“Quem sabe um dia a gente volta a se encontrar, no espaço infinito, em uma estrela, em qualquer lugar. Talvez numa escola chamada Unidos de Nosso Senhor e o tema do samba enredo será simplesmente o Amor”.

(Unidos do Nosso Senhor, música do Grupo Xodó).

*Jairo Santos é integrante do Quadro de Sócios do Núcleo Salvador (Salvador – BA).

13 respostas
  1. Luiz Guilherme Nascimento
    Luiz Guilherme Nascimento says:

    Tive o prazer de conhecer o C. Galvão no Núcleo Salvador e pude ver o quão culto era esse nosso irmão. Que Deus o receba em sua morada de luz.

    Responder
  2. Saul José Queiroz
    Saul José Queiroz says:

    Conselheiro irmão querido, tive a alegria de jogar futebol com ele, e ouvir algumas de suas histórias maravilhosas. Uma vez nos contou que eles “Os Novos Baianos” se consideravam mais jogadores de futebol do que músicos, e de fato nosso amigo era um bom jogador, mas a poesia e a música dele(s) são de uma grandeza incomparável.

    Responder
  3. Sandete Ferrão
    Sandete Ferrão says:

    Tenho a honra de ter entre os meus amigos o C. Galvão e sua família desde os tempos áureos de Arembepe na Bahia onde eles e os Novos Baianos foram os primeiros a iniciar um movimento de paz e amor.

    Responder
  4. Eunice Hilsdorf Brito
    Eunice Hilsdorf Brito says:

    Amigo , Conselheiro, irmão de caminhada e poeta Galvão será sempre uma boa lembrança nas nossas memórias e no coração da minha família. Cativou a mim, Roberto e filhas com sua alegria. Foi ao casamento de nossa filha mais velha, Isadora e tivemos a honra de visitá-lo em sua casa e de C. Janete e de frequentar o mesmo núcleo, em São Paulo.
    Pessoas de estima para nós! Que o Bom Deus o tenha recebido numa de suas moradas e que o Mestre Gabriel esteja sempre presente no coração de sua família, inspirando e conformando o coração de Janete e filhos.
    Este texto em homenagem a ele faz bem ao meu coração, pelo reconhecimento de sua passagem entre nós e sua contribuição ao cenário cultural do nosso país.

    Responder
  5. Arie Dutra Storch
    Arie Dutra Storch says:

    O conheci em 2001, eu nem era sócio ainda. Perguntei como ele fazia com toda a história musical composta noutros tempos, e ao mesmo tempo para aconselhar.
    A orientação foi fina: segue cantando de amor, de fraternidade, de natureza. E com isso canta Deus, mesmo que quem ouça não saiba que é na paz que reside Deus.
    Desde então pude ter grandes conversas com Galvão, Janete, filhos, enteados, sendo sócio no mesmo núcleo de alguns no N São João Batista e depois no N Menino Galante. Gente simples, carinhosa e que sempre me tratou com gentileza. Galvão é eterno, independente da longa extensão a que chega sua obra.

    Responder
  6. Ceceu
    Ceceu says:

    Fico feliz pela homenagem ao C. Galvão, meu pai.
    Nós, os filhos também estamos celebrando a vida do poeta, junto com outros herdeiros dos Novos Baianos , realizando shows com
    Suas musicas e poemas
    Ceceu, Lahiri e Kashi Galvão.

    Responder
  7. Alysson Bastos Sena
    Alysson Bastos Sena says:

    Uma bela homenagem a esse irmão vitorioso. Abraço fraterno na família e irmandade que conviveram com ele. Que nosso Mestre o receba. Abração fraterno. C. Alysson N. Amor Vivíssimo 2a Região

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *