Chá Hoasca é inofensivo à saúde

inofensivo-a-saude

Jovem comungando o Chá Hoasca em Sessão da União do Vegetal – 2015, Núcleo Estrela Matutina (Brasília – DF) Foto: Isaac Amorim

“Para efeito de concentração mental, os associados, de sua livre e espontânea vontade, bebem um Chá, Hoasca, que é a União de dois vegetais, o Mariri e a Chacrona, comprovadamente inofensivos à saúde”. (trecho do Regimento Interno da UDV, de 1971).

Essa afirmação feita pela União do Vegetal vem sendo confirmada por estudos científicos realizados por entidades renomadas e por decisões de autoridades brasileiras e norte-americanas. Por ser inofensivo a saúde, o uso do Chá Hoasca para fins religiosos é plenamente liberado e reconhecido pelas autoridades brasileiras desde 1987. Em 2006, a Suprema Corte dos Estados Unidos, em decisão histórica e unânime, liberou o uso religioso do Chá Hoasca naquele país, abrindo um caminho que foi seguido depois por autoridades de outros países.

O uso do Chá Hoasca como sacramento religioso sempre despertou a atenção da sociedade brasileira. Sensível a essas preocupações e questionamentos e certos de que o Vegetal não causa nenhum prejuízo à saúde, os dirigentes do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal têm sempre se posicionado favoráveis a colaborar e a incentivar pesquisas de cunho científico que se proponham  a estudar seus efeitos comprovando a sua inofensibilidade à saúde.

Em 1977 em resposta a uma reportagem do jornal Alto Madeira (Porto Velho-RO), a diretoria do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal publicou no Jornal ‘O Guaporé um “Convite à Comunidade Científica”, abrindo as portas para que pesquisas fossem realizadas.

PESQUISAS CIENTÍFICAS

Duas pesquisas, conduzidas por cientistas de renome internacional, comprovaram que o uso ritual do chá Hoasca não causa nenhum dano ou prejuízo à saúde humana. Em 1996, quase dez anos após a UDV ter convidado a comunidade científica a estudar o uso do Chá, foram divulgados os resultados do Projeto Hoasca. Essa pesquisa biomédica comprovou que o Chá Hoasca não é tóxico ou danoso ao organismo humano e não causa qualquer disfunção neurológica, cognitiva ou de personalidade.

Em 2004 foram divulgados os resultados de outra pesquisa: Hoasca na Adolescência. O estudo identificou entre os adolescentes da UDV um forte apelo para os valores familiares, com participação na vida doméstica e um relacionamento familiar sem tensões.

Essas duas pesquisas esclareceram à sociedade a às autoridades a realidade que os sócios da UDV já conhecem há muito tempo: a de que o Vegetal é inofensivo à saúde e que o seu uso em contexto religioso é benéfico ao ser humano.

SAÚDE DOS SÓCIOS

Para a União do Vegetal, mais uma prova de que o Chá Hoasca é inofensivo à saúde é a constatação dos seus efeitos na vida e na saúde dos seus membros. As estatísticas sociais da instituição são claras: com 54 anos e, atualmente, aproximadamente 18.500 sócios que bebem o Chá regularmente (em média duas vezes ao mês), não existem registros de ocorrências de doenças decorrentes do uso do Chá, nem mesmo a longo prazo. Pelo contrário, dentre os milhares de discípulos com diversos perfis e idades, há sócios com mais de 80 anos e os que bebem o Vegetal com frequência desde a década de 60 e podem atestar seus benefícios.