Mestre Roberto Evangelista: uma homenagem aos seus 75 anos

| 18 Fevereiro, 2021

No dia 10 de fevereiro passado, Mestre Roberto Evangelista teria feito 75 anos. Em sua homenagem, o Blog da UDV reproduz abaixo alguns artigos que foram publicados anteriormente aqui neste espaço e que revelam um pouco mais do coração desse querido estudante da espiritualidade.

Conhecido em toda a União do Vegetal por seu talento com as palavras ditas e escritas, Mestre Roberto Evangelista se revelou em sua oratória simples, porém atenciosa e amorosa. Ao lado de sua companheira, Conselheira Ana, ouviu de Mestre Gabriel palavras que marcaram seu coração. Ao serem apresentados ao fundador da União do Vegetal como “universitários”, Mestre Gabriel disse:

Mestre Gabriel: “Os senhores são estudantes?”
Mestre Roberto Evangelista: – “Sim, Mestre, somos estudantes”.
Mestre Gabriel: – “Muito bem, o conhecimento material é uma boa base para o conhecimento espiritual”.

“Estas suas primeiras palavras já nos cativaram e ficaram gravadas, tanto que, sempre que possível, eu incentivo as pessoas, principalmente os jovens, a estudar, a buscar sua formação técnica ou acadêmica”, orientava M. Roberto Evangelista.

Mestre Roberto Evangelista desencarnou no dia 12 de novembro de 2019, deixando bons exemplos de uma conduta sincera e pacífica dentro do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, no qual  ocupou vários cargos e integrou o Conselho da Recordação dos Ensinos do Mestre Gabriel.

8 respostas
    • Miguel Romero
      Miguel Romero says:

      Mestre Roberto Evangelista, pessoa próxima e amiga, que cativava com sua palavra e seu exame das palavras do Mestre Gabriel, e que aconselhava examinar tudo, não acreditar nas palavras sem examinar, porque dizia: quem acredita sem examinar pode cair no fanatismo. E Mestre Roberto Evangelista gostava de entender e fazer que fosse bem entendido tudo o que falava, especialmente o relacionado com os ensinamentos de nosso guia espiritual. Assim, com sua palavra e sua paciência, junto com sua alegria e simplicidade, sabia conquistar o coração dos discípulos, pois ele achava importante essa amizade clara e sincera, ao ponto que também dizia: um mestre, para ser mestre, tem que ter discípulos, aqui sou eu que opino, achando que isso mostra seu grau de aproximação aos outros. E ele tinha muitos discípulos, que pensavam que eram preferidos, embora Mestre Roberto sempre tratava a todos por igual. Fica a saudade de sua presença e de sua compreensão e capacidade de transmissão verbal da doutrina e da vida do Mestre Gabriel.

      Responder
  1. JOÃO BOSCO QUEIROZ
    JOÃO BOSCO QUEIROZ says:

    Olá, boa noite. Um homem que transmitia ternura e simplicidade nas suas palavras e deixou além de saudades, diversos exemplos de como um mestre deve se conduzir na vida e também na União. Que seu exemplo de vida e suas boas palavras possam se perpetuar na memória dos caianinhos e ecoar na consciência das novas gerações de hoasqueiros. Viva 10 de fevereiro! Viva o Mestre Gabriel! Viva o Mestre Roberto Evangelista!

    Responder
  2. Alysson Bastos Sena
    Alysson Bastos Sena says:

    Tive a grande oportunidade de conversar com o M. Roberto Evangelista e a C. Ana Evangelista sentado no sofá de sua casa. Eu e minha esposa conversamos diversos assuntos e foi muito alegre e divertida a conversa. Bons exemplos de casal e da criação dos filhos. Trocamos conhecimentos. Bons momentos. Certa vez conversando depois de uma sessão e ainda com muita burracheira, perguntei ao Mestre Roberto como era o Mestre Gabriel como pessoa e ele de pronto respondeu: “Um homem bom, um homem muito bom”. Daí começou a falar dos dias que conviveu com o Mestre – eu pude ouvir aquela explicação como se fosse em uma Sessão. O Mestre Roberto era uma pessoa simples e de fácil conversa. Recebia todos com amor e carinho em sua casa.

    Responder
  3. Glória Ortiz
    Glória Ortiz says:

    Convivi pouco tempo quando ele esteve em Madri e dirigiu um tanto de sessões, mas é como se eu tivesse convivido há algum tempo, suas palavras ditas com firmeza e amor estão eternizadas, pelas palavras sentimos seu coração. Grata, M. Gabriel, pela oportunidade de ainda estar podendo conviver com tantos Mestres feitos pelo senhor.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *