Às mães, com carinho

| 8 Maio, 2020

Maria do Carmo Venâncio Irigaray*

Conselheira Maria Irigaray, Mestre Teodoro, o filho Samuel e netos | Arquivo pessoal.

Ao nos aproximarmos do dia das mães, podemos elevar nosso pensamento à Virgem Mãe Santíssima que é também a Mãe de todo mundo, fonte de um amor comparável à própria perfeição de seu Divino Filho.

A essa Mãe Santíssima pedimos por todas as mães e também por nossos filhos, nos esforçando para sermos dignas de receber as Graças que Ela tem para nos dar, sobretudo neste período de recolhimento e quarentena familiar.

Muitas mães enfrentam hoje um desafio inesperado que redobrou sua carga de trabalho, tendo que conciliar sua atividade profissional em “home office”, com as lidas domésticas, substituindo a professora, a recreadora, dedicando parcela de seu tempo ao companheiro e às mães e avós idosas, que precisam ser cuidadas com atenção neste momento. Tudo isso sem descuidarem de si, reservando reduzidos momentos para estarem consigo. São tantos afazeres vivenciados em um espaço físico pequeno.

Neste momento, algumas mães convivem também com temores e preocupações compreensíveis, pois não somos perfeitas e a vida não é previsível. Mas é importante lembrar que somos discípulos da União do Vegetal – que nos dá força espiritual e mantém sua Beneficência, assistindo aos que necessitam também de apoio material – além disso temos uma irmandade com quem podemos contar. Todos somos Um.

Com confiança, fica mais fácil nos adaptarmos às novas exigências impostas pela vida, e delas podermos tirar algumas lições.

Acredito que a forma como tantas mães estão lidando com essa tarefa heroica diária, e como estão reagindo diante de desafios, é que faz a diferença.

Uma mãe que consegue manter sua serenidade e equilíbrio, nos momentos de travessia, fortalece seu companheiro e pode também transmitir segurança aos filhos, dando-lhes um bom exemplo de como vencer as dificuldades sem se abater, mantendo viva a chama da fé e da esperança.

Nessas horas, podemos nos lembrar de mulheres fortes que nos inspiram, seja na nossa família, nossa mãe e nossas ancestrais; seja na União do Vegetal, como o exemplo de coragem e de força da nossa tão amada Mestre Pequenina, que cruzou sofrimentos e enfrentou, como ela dizia, “os testes do mundo”, vencendo a todos com honra, dignidade e amor pela sua família, auxiliando Mestre Gabriel a cumprir sua missão. Suas palavras merecem sempre serem lembradas: “ser mãe é não desistir nunca”.

O tempo que dedicamos aos nossos filhos não é um tempo perdido. O amor e o carinho que lhes ofertamos abre nosso coração ao amado Jesus, para que Ele possa vir habitá-lo, assim como nos ensinou: “deixai vir a mim os pequeninos porque deles é o reino do Céu”.

Meu desejo é que nós, mães, que tivemos a graça de receber a missão sublime de dar a vida, ou cuidar de um ou mais pequeninos, sejam eles biológicos ou adotivos, possamos manter vivos em nossos corações a gratidão e o amor, confiando em Deus e na Virgem Mãe Santíssima, que as dificuldades serão vencidas, e que o Mestre sempre nos ampara.

Que os homens também possam se lembrar que nasceram de uma mãe. Vocês também são importantes e fazem parte; precisamos de apoio, atenção, carinho, compreensão, respeito, amor e auxílio com as tarefas no nosso lar.

Meu reconhecimento e votos de superação e felicidade as mães dedicadas, zelosas e amorosas, e todas as suas famílias.

Que a Nossa Virgem Mãe Santíssima nos cubra com seu Divino Manto de Luz e Guarnição.

*Maria do Carmo Venâncio Irigaray é mãe de cinco filhos (sendo quatro adotivos e um biológico), muitos netos e integra o Corpo do Conselho da Sede Geral.

16 respostas
  1. Waléria Lemos de Sant'Anna
    Waléria Lemos de Sant'Anna says:

    Gratidão, C. Maria, por palavras tão boas e orientadoras. Que a Força da Saúde que flue do Divino Mestre Jesus e da Virgem Mãe Santíssima esteja conosco, com nossas famílias e amigos. Abraço fraterno.

  2. Mosalia Moreira Pires
    Mosalia Moreira Pires says:

    Texto produzido com o coração! Expressa os sentimentos de todas as mães que estão na peleja pra proporcionar dias melhores aos seus filhos, sem perder de vista a formação do caráter, da responsabilidade e outros valores morais no exercício da cidadania para a construção de um mundo melhor.

  3. Francinete Giffoni
    Francinete Giffoni says:

    Palavras de orientação sejam bemvindas, com o seu sorriso de Maria. Sim, porque a Natureza mãe também sorri nas flores, no azul celestes, nas nuvens que passam…deixam a lembrança de que a vida também é bonita. Nesse texto, querida amiga e Conselheira Maria, está muito de você: A fé, a afetividade, a esperança, a força de viver e o ato de fazer o bem. É sempre bom lembrar de você, mãe de muitos!

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta