Os 15 anos da vitória da UDV na Suprema Corte dos EUA

André Fagundes*

| 4 Março, 2021

Sócios da UDV em frente a Suprema Corte dos Estados Unidos após audiência (Washington – EUA, 1º de novembro de 2005).

No dia 21 de fevereiro deste ano, inteirou 15 anos que a Suprema Corte dos Estados Unidos publicou a decisão que garantiu ao Centro Espírita Beneficente União do Vegetal o livre exercício do culto religioso no país. A vitória unânime da UDV na mais alta instância da justiça norte-americana é um marco não só para a instituição e seus afiliados, mas para a defesa do direito fundamental de praticar a religião, sendo considerado um dos casos mais importantes sobre o alcance da liberdade religiosa já julgados pela Suprema Corte do país no último século.

O caso iniciou-se com a apreensão, em 21 de maio de 1999, de remessas de Vegetal no escritório do Mestre Jeffrey Bronfman (à época Mestre Responsável pela UDV nos Estados Unidos, sob a supervisão do Mestre Geral Representante, membro do então Conselho da Representação Geral e Mestre Representante do Núcleo Santa Fé – Novo México), seguida de ameaças pelos agentes americanos de processá-lo criminalmente.

Sob a cuidadosa condução estratégica do Mestre Jeffrey, acompanhada de perto pela Representação Geral, manteve-se durante 18 meses um diálogo com o governo americano, que contou com a realização de um Seminário com algumas das principais autoridades nas áreas de estudos religiosos, antropologia e sociologia, além da apresentação de pesquisas médicas sobre o uso religioso do chá Hoasca. Este evento tinha por objetivo apresentar adequadamente a UDV às autoridades americanas: sua origem cabocla, sua doutrina religiosa, a organização do seu ritual e a utilização sacramental do chá Hoasca.

Apesar da consistência dos esclarecimentos prestados por especialistas com notoriedade mundial – como Huston Smith, Marlene Dobkin de Rios e o Dr. Charles Grob -, e dos esforços dos dirigentes da União do Vegetal em colaborar com as autoridades do país para resolver a questão de forma consensual, o governo americano manteve-se inflexível, motivo pelo qual a UDV precisou ingressar com uma ação perante a Justiça americana para ver assegurado o seu direito constitucional à liberdade religiosa.

Após amplas e profundas investigações a respeito dos efeitos do Chá Hoasca na saúde humana, ficou evidente, desde o julgamento em primeira instância pelo Juiz James Parker, que a alegação do governo dos EUA de que o uso do Vegetal seria prejudicial ao ser humano era infundada, pois o contexto ritualístico-religioso em que é ministrado, aliado ao  acompanhamento pelos membros da Direção do Núcleo (integrantes experientes que ocupam um lugar de responsabilidade na hierarquia da instituição), tornam o ambiente seguro para que os sócios da UDV possam comungar o seu Sacramento.

Um outro aspecto que chamou a atenção da Corte foi a sinceridade da crença dos integrantes da UDV, que bebem o Vegetal de livre e espontânea vontade e guardaram sua fé na batalha judicial para ver garantido o direito de praticar livremente o seu culto religioso. Vale registrar que, pelo período de 5 anos e meio, os sócios participavam das sessões da UDV bebendo água ao invés do sacramento, aguardando a autorização judicial.

Além da crença sincera dos discípulos, os juízes da causa consideraram o fato de que os responsáveis pela instituição trabalham por devoção à Obra, sem qualquer espécie de remuneração, e que a doutrina religiosa professada não é imposta aos fiéis, mas que ela deve ser examinada.

A instrução do processo quanto aos efeitos do chá Hoasca contou com acurados esclarecimentos do Dr. Glacus de Souza Brito (in memoriam) (Mestre na UDV, consultor da Organização Mundial da Saúde e Diretor do Departamento Médico-Científico da Diretoria Geral da União do Vegetal [Demec] à época).

Diante dos cuidados adotados na importação, no armazenamento e na utilização do Vegetal, bem como a ausência na confissão religiosa de qualquer caso de desvio dos fins sacramentais para fins comerciais ou recreativos, a Suprema Corte confirmou, por unanimidade de votos, a decisão do Tribunal Regional Federal da 10ª Região (Court of Appeals for the Tenth Circuit). Esta, por sua vez, havia mantido a decisão do Juiz Parker, que autorizava o uso do chá Hoasca nos rituais da União do Vegetal.

Esta vitória unânime, conquistada no dia 1º de novembro de 2005, é mais uma confirmação das palavras do Mestre de que a União do Vegetal está plantada na Terra em caráter definitivo. Demonstra, igualmente, a confiança e perseverança dos discípulos que, tal como o apóstolo Paulo, combateram um bom combate e guardaram a fé (2ª Carta a Timóteo 4:7).

Atualmente, a União do Vegetal mantém templos funcionando regularmente em oito estados norte-americanos: Califórnia, Colorado, Connecticut, Flórida, Novo México, Washington, Texas e Havaí.

*André Fagundes é Assessor Jurídico da Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico e integrante do Corpo Instrutivo do Núcleo Samaúma (São Paulo-SP).

>> Leia mais: Uso legal do Chá Hoasca.

20 respostas
  1. JOÃO BOSCO QUEIROZ
    JOÃO BOSCO QUEIROZ says:

    Olá, bom dia! Sem dúvida alguma, foi e é uma grande vitória, fruto da determinação, paciência, obediência e fé dos nossos irmãos Americanos, que tiveram todo o apoio necessário da Direção Geral do Centro e dos departamentos, que trabalhando conjuntamente, puderam mostrar os benefícios, seriedade e importância da União do Vegetal. Parabéns a todos que contribuíram para esta grande vitória.

    Responder
  2. Rodriggo P Lima
    Rodriggo P Lima says:

    Praticamente 6 anos bebendo água e muitas vezes percorrendo centenas de quilômetros para chegar à sessão… É MUITA fé e persistência. Vitória merecidíssima.

    Responder
  3. Cristina Barreto
    Cristina Barreto says:

    Linda lembrança que mora no coração. A decisão unânime foi no dia 21 de fevereiro, e essa foto foi tirada no dia da audiência diante da Suprema Corte, marcado por eles, dia primeiro de novembro.. pra nós um sinal que o Mestre estava (e está sempre) guiando cada movimento daquele processo!!

    Responder
  4. Elesonluz Albuquerque
    Elesonluz Albuquerque says:

    Grande vitória da UDV na expansão da doutrina do Mestre Gabriel. É válido ressaltar também a participação do M. José Luiz de Oliveira que não mediu esforços para este acontecimento. Ganhou o coração da Suprema Corte por demonstrar pela UDV devoção à Jesus e a Virgem da Conceição. Hoje, nossa sociedade, “vem contando da vitória”. Abraços fraternos.

    Responder
  5. Fabiana Queiroz
    Fabiana Queiroz says:

    Muito importante lembrar esses momentos históricos que fazem com que cada dia valorizemos mais nossas conquistas e nossas sessões. Importante também que as pessoas que estão chegando conheçam esses momentos para se situar mais na história do CEBUDV e se fortaleçam cada dia mais!

    Responder
  6. Jaques Andrade
    Jaques Andrade says:

    Essa grande vitória foi importante no curso do crescimento da UDV a nível internacional, pois mesmo que ainda não esteja com o reconhecimento de alguns governos pelo mundo, demonstra que com paciência e persistência a UDV conquistará o seu lugar em cada país do mundo para trazer a paz a todos os lugares. Parabéns pela bela e grande conquista a todos os irmãos da UDV nos Estados Unidos. Viva a União do Vegetal!!!

    Responder
  7. Alexandre Tocchetto Pauperio
    Alexandre Tocchetto Pauperio says:

    Vitória importante! Bom lembrar disso nos tempos atuais. Recomendo também a leitura do especial artigo “A vitória legal da UDV na Suprema Corte dos EUA: um depoimento pessoal”, de autoria de John Boyd, advogado contratado para a tarefa, publicado no livro “Hoasca: ciência, sociedade e meio ambiente”, organizado por Joaze Bernardino Costa. Depoimento de grande valor.

    Responder
  8. Flávia
    Flávia says:

    Uma grande honra participar dessa religião, nela a cada dia venho me desenvolvendo mais e buscando ser um ser humano melhor, mais ética, mais equilibrada e mais comprometida com minha vida e também de minha família

    Responder
  9. Manoel de Castro dias
    Manoel de Castro dias says:

    Uma vitória muito importante para União e também para os Estados Unidos. Graças a Deus, o Mestre Gabriel e a fé de muitos dirigentes e irmãos desta obra.

    Responder
  10. Luiz Guilherme Nascimento
    Luiz Guilherme Nascimento says:

    Já frequentava a UDV nessa época e vi naquele momento o cumprimento da palavra do nosso grande Mestre, e o quão grande é está obra. Parabéns a todos os que estiveram a frente nessa vitória.

    Responder
  11. Otavio Castello
    Otavio Castello says:

    Eu me lembro dos detalhes do depoimento do M Glacus Brito, por telefone, em set/01. Saudoso e querido amigo, mestre e mentor de meu início de carreira. Na sala de seu consultório, rodeado de papéis que preparamos por vários dias, caso nós pedissem, esclareceu minuciosamente tudo o que foi perguntado. Com tranquilidade e firmeza, não deixou a promotora distorcer como queria. Esblandiu. Foi um, de tantos, momentos em que sentimos a presença de nosso grande Mestre Gabriel naquele processo todo. Foram horas e horas de tensão e atenção, que lá na frente, em 1nov, veríamos o resultado final. Viva a UDV!!!

    Responder
  12. Franciele Matejec
    Franciele Matejec says:

    Bem legal msm essa lembrança, grata pelo ótimo texto querido amigo Andre!!
    Ouvi do m. Jeffrey esse relato no msm ano que aconteceu a vitoria, bem emocionante mesmo tudo que aconteceu, a rigorosidade com que foram investigados e a mão do Mestre em todos os momentos, as datas das audiencias sempre anunciando a vitória esperada… Um marco mesmo pra nossa história.

    Responder
  13. Francisco Yunes
    Francisco Yunes says:

    15 anos de uma grande Vitória do CEBUDV e dos que se empenharam para que isso acontecesse, fazendo cumprir a palavra do Mestre de que a União vai circular o mundo e que o Vegetal é inofensivo a saúde. História muito bonita e que mostra o Mestre presente olhando pela UDV e por nós todos!

    Responder
  14. Flavio Mesquita da Silva
    Flavio Mesquita da Silva says:

    Notícia digna de lembrança, cujos primórdios tive a oportunidade de vivenciar quando Responsável pela então DAV de Seattle, hoje Núcleo Claridade Divina. Exemplo de fé, dedicação e firmeza da irmandade nos EUA e clareza e competência dos dirigentes da UDV e assessores técnicos, bem como a generosidade de queridos irmãos que nao mediram esforços e recursos para garantir a defesa de nossos direitos.

    Responder
  15. Livia Franco
    Livia Franco says:

    Data marcante e importante a todos os caianinhos, um momento já esperado pelo nosso guia Mestre Gabriel. Viva a liberdade religiosa! Viva a UDV!

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta para Jaques Andrade Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *