Conferência: entidades religiosas alertam sobre uso responsável da Ayahuasca

Jeffrey Bronfman (segundo da E/D) alerta para uso irresponsável do Chá Hoasca | Foto: Sergio Polignano.

O segundo dia da II Conferência Mundial da Ayahuasca em Rio Branco – Acre, foi marcado por diálogos sobre o uso responsável e consciente do Chá Ayahuasca (Vegetal ou Chá Hoasca, como é conhecido no Centro Espírita Beneficente União do Vegetal).

Jeffrey Bronfman (sócio-fundador do Núcleo Santa Fé – Novo México/EUA – atualmente, Mestre Responsável pela Distribuição Autorizada de Vegetal no Hawai – EUA), falou sobre o trabalho realizado nos Estados Unidos para legalização do Chá Hoasca pela União do Vegetal. Bronfman reforçou em sua fala que os impactos do uso indiscriminado da Ayahuasca fora do contexto religioso por pessoas despreparadas está sujeito impactar no consumo do Chá, até mesmo em tribos indígenas que o consomem em seus rituais de cura e pajelança. E alertou para princípios primordiais para lidar com o Vegetal: não comercialização, respeito à sacralidade e preparação das pessoas para lidarem com o Chá Hoasca.

Riscos

E/D: Marcos Vinicius Neves (moderador), Hildo Cezar Freire Montysuma, Cosmo Lima de Souza e Luís Felipe Belmonte dos Santos | Foto: Sergio Polignano.

Uma importante contribuição para o diálogo sobre o uso responsável da Ayahuasca foi a mesa que abordou a apresentação da linhagem e credibilidade dos mestres Daniel Pereira de Mattos, Irineu Serra e José Gabriel da Costa. A credibilidade dos mestres fundadores foi evidenciada ao longo do diálogo quando foi contextualizado todo o trabalho desenvolvido por estas instituições para garantir o direito ao uso do Chá Ayahuasca em contexto religioso.

“Nós estamos correndo o risco de perder aquilo que conquistamos ao longo de décadas de trabalho e dedicação em face de pessoas que não tem consciência da relevância que é a responsabilidade de lidar com esta bebida (o chá Hoasca) e a utilizam de qualquer forma e em qualquer contexto fora da prática religiosa e sem padrões mínimos de segurança com a saúde e outros aspectos”, alertou Cosmo Lima de Souza, Procurador de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre e integrante do Centro de Iluminação Cristã Luz Universal – Alto Santo.

“Liberdade sem responsabilidade é abuso

Seguindo na mesma linha, Luís Felipe Belmonte dos Santos, Mestre Assistente Geral da UDV, chamou a atenção para o uso e abuso em relação ao Chá Hoasca. “A liberdade de uso existe, mas liberdade sem responsabilidade é abuso e não uso. É preciso que se tenha o uso responsável. Essa é a tônica”.

“Nós que bebemos e que temos o contato com o sagrado divino sabemos que não são experiências passiveis de serem traduzidas em palavras. É um contato com a natureza, um aperfeiçoamento das nossas virtudes morais, intelectuais e espirituais. E é com este objetivo que o Mestre Gabriel criou a União do Vegetal – para o desenvolvimento das virtudes, para o equilíbrio das pessoas e para que a paz possa reinar entre as pessoas”, lembrou Belmonte.

9 respostas
  1. Geovane Restucci Paranayba
    Geovane Restucci Paranayba says:

    Belíssimo trabalho de esclarecimento do uso do Chá para a sociedade. Com certeza mais uma vitória para todos nós.

    Geovane Restucci Paranayba

    Responder
  2. Gastão Menezes Costa Neto
    Gastão Menezes Costa Neto says:

    A consciência do uso religioso do chá tem que ser inserida realmente na sociedade. Parabéns pelo trabalho.

    Gastão Menezes Costa Neto

    Responder
  3. Francisco Xavier de Lima Sobreira
    Francisco Xavier de Lima Sobreira says:

    Momento importantíssimo desta Magna Conferência da Ayahuasca onde traz uma abrangência sócio-cultural dentro do fenômeno religioso.
    Achamos de superior responsabilidade “das entidades religiosas que alertam sobre uso responsável da Ayahuasca”.
    Portanto, esperamos que ao final desta Magna Conferência da Ayahuasca haja um Prenunciamento, algo como um Manifesto da Hoasca
    mostrando a importância do Sagrado nesta bebida e de sua abrangência espiritual para toda humanidade.

    Francisco Xavier de Lima Sobreira

    Responder
  4. Diego Santana
    Diego Santana says:

    O uso do chá Hoasca, no contexto religioso, vem trazendo incontáveis benefícios para aqueles que bebem com responsabilidade. Antes de querer afirmar convicções erradas sem ter informações suficientes para tanto, fazendo analogia com algum tipo de droga etc.. é preciso resolver questões pertinentes relacionado ao álcool e tantas outras substância que provadamente são ofensivas a saúde. Parabéns aos nossos amigos que tiveram essa boa iniciativa de esclarecer algo tão confuso para algumas pessoas.

    Diego Santana

    Responder
  5. Benjamin maradei
    Benjamin maradei says:

    Participei da UDV por alguns anos, sendo sócio do Núcleo Estrela Divina alcançando até o Grau Instrutivo, em Plácido de Castro – AC, conhecendo a um tanto de pessoas de todos os Graus e conhecimentos, destacandose a seriedade, a fidelidade e a igualdade da sua Doutrina, fez em mim uma pessoa de bem, respeitando e reconhecendo que Deus, Jesus e o Divino Espirito Santo tem um propósito pra cada um de nós através do caminho firme da Luz, da Paz e do Amor – Simbolo da União de Vegetal e nosso Líder Espiritual Mestre Gabriel.

    Só tenho a agradecer.

    Benjamin Maradei

    Responder
  6. Cristina Rego Monteiro da Luz
    Cristina Rego Monteiro da Luz says:

    Vivemos tempos de significativas mudanças na maneira como as pessoas se informam. Se as transformações no jornalismo muitas vezes estão sujeitas a mais confundir do que informar, oferecer credibilidade cresce em importância. O zelo com a ética e a verdade no trato das informações é fundamental para a construção de referências sólidas, e momentos como esse, da ll Conferencia Mundial da Ayahuasca, consolidam os valores hoasqueiros na sociedade brasileira e internacional. Como aprendemos com os ensinos de Mestre Gabriel, e foi lembrado por M. Edson Lodi ao ler a carta em que o Mestre Gabriel pede que se dê atenção ao Gia, um irmão, cada gesto e palavra conta na construção da nação hoasqueira. Uma nação que esperamos traga condições para toda uma humanidade melhor. Feliz por esse encontro que reafirma nossas origens, fortalece redes e oferece informação de qualidade.

    Cristina Rego Monteiro da Luz

    Responder
  7. Andre Costa
    Andre Costa says:

    Algumas instituições realmente comercializam o chá de forma indiscriminada e sem ao menos um controle para quem está vendendo. São os chamados “cursos de padrinhos” e “daime para todos” e que realmente existe a venda e a exploração de quem deseja conhecer a Santa Luz. Chegará o momento em que uma dessas pessoas que tomam o chá sem controle algum desta “instituição” faça algum tipo de besteira. E a culpa recairá naqueles que fazem um trabalho sério e voltado à luz. Ayahuasca em pechincha é o que está acontecendo.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *