Bacurau, um dos pioneiros da União do Vegetal

Salomão Taumaturgo Marques*

| 17 maio 2017

Conselheiro Bacurau foi Mestre Representante no Núcleo Estrela Guia, em Ji-Paraná (RO). Na foto, ele aparece ao lado de alguns irmãos e de Mestre Pequenina | Foto: DMC/Sede Geral.

Raimundo Ribeiro das Chagas, conhecido como “Bacurau”, nasceu no Estado do Amazonas em 1º de maio de 1943 e, ainda jovem, dirigiu-se aos seringais da Bolívia para exercer a profissão de seringueiro. Nesse tempo teve a oportunidade de conhecer, entre os anos de 1959 e 1960, José Gabriel da Costa, Mestre Gabriel, pessoa com quem manteve uma próxima e boa convivência junto com sua família.

Bacurau auxiliou o Mestre Gabriel na sua missão nos seringais e esteve presente em importantes datas festivas atualmente comemoradas na União do Vegetal, como, por exemplo, o dia da sua criação, em 22 de julho de 1961, no Seringal Sunta, na fronteira do Brasil com a Bolívia. Nesse período, Bacurau ouviu valiosos ensinamentos do Mestre Gabriel, inclusive a história que intitula como “História do Denário”, ocasião especial e de grande aprendizado na sua caminhada. Ainda nos seringais, Bacurau recebeu do Mestre Gabriel o título de Mestre pela UDV.

No início de 1965, Mestre Gabriel foi morar em Porto Velho (RO) e Bacurau continuou nos seringais da Bolívia distribuindo Vegetal pela UDV em uma colocação de seringa localizada na parte alta do Rio Abunã, curso de água que faz fronteira do Brasil com a Bolívia. Nessa colocação, Bacurau recebeu das mãos do Mestre Pernambuco (Manoel Severino Felix) uma carta, escrita pelo Mestre Gabriel, de três folhas contendo quatro chamadas: “Caminho do Mestre”, “Abalo da Consciência”, “Exame e Correição do Mestre Equilibrando” e “Sou Mariri, Sou Chacrona”.

No preâmbulo da primeira folha da carta, Mestre Gabriel diz: “1º Passo. Porto Velho, 28 de março de 1967. Prezado amigo Raimundo Ribeiro, Mestre Bacurau, faço votos que o irmão esteja seguindo no meu caminho”. Demonstrando ao Bacurau que, apesar da distância física, o Mestre não se esquece dos seus discípulos e por eles está zelando e a eles orientando.

Conselheiro Bacurau foi Mestre Representante no Núcleo Estrela Guia, em Ji-Paraná (RO) | Foto: DMC/Sede Geral.

Mensagens de Mariri e Chacrona

Ao sair dos seringais no ano de 1969, Bacurau foi ao encontro da UDV em Porto Velho (RO) e posteriormente foi residir em Jaru (RO), localidade onde havia uma grande quantidade de Mariri nativo. De lá, Bacurau mandava mensagens de Mariri e Chacrona para dar continuidade à missão do Mestre em Porto Velho, cidade no qual estava estruturando a União do Vegetal.

Após retornar de Fortaleza (CE), em 1971, Mestre Gabriel, acompanhado de alguns discípulos, dirigiu uma sessão em Jaru. Nessa sessão, Bacurau perguntou ao Mestre Gabriel se ele iria entregar-lhe uma estrela de pano bordada na farda e o Mestre lhe respondeu que ele, Bacurau, não precisava de uma estrela de pano, e continuou dizendo: “Bacurau, a sua estrela sou eu, é uma estrela que nunca se apaga e nunca deixa de brilhar”. Com estas palavras, Mestre Gabriel fez uma demonstração de gratidão e reconhecimento a um dos seus primeiros discípulos que tanto lhe auxiliara na missão de recriar a UDV.

Atualmente, aos 74 anos, Bacurau pertence ao Corpo do Conselho da União do Vegetal, seguindo no Núcleo Estrela Guia (Ji-Paraná–RO) e é autor de algumas chamadas aprovadas pelo Mestre Gabriel. São elas: “Passarinhos”, “Quando o Mariri Florou”, “Canário”, “Um Belo Jardim”, “Graças a Deus” e “A Estrela Vem Brilhando”.

No mês em que inteirou mais um ano de vida, externamos ao Conselheiro Bacurau nosso reconhecimento e gratidão pelo trabalho feito nas origens desta religião e em prol do Mestre Gabriel.

*Salomão Taumaturgo Marques é integrante do Corpo Instrutivo da Sede Geral (Brasília-DF) e Presidente do Conselho Fiscal da Diretoria Geral, do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (2015-2018).

21 respostas
  1. Carbajal
    Carbajal says:

    Integro o Corpo Instrutivo no Núcleo Estrela Dalva (Floripa/SC). Aqui no sul desde os inícios da UDV ouvimos falar de M.Bacurau…imagino que haveremos de ter um bom merecimento e oportunidade de ve-lo dirigir sessão por aqui. À ele, desejo Saúde, Luz, Paz, e Amor.

    • Florisberto
      Florisberto says:

      Sou mestre na DAV Porto Rico, na cidade de Epitaciolândia-Acre. Conheci o Cons. Bacurau no Búcleo Cruzeiro do Sul…do qual sou oriundo. Naquela época, ele estava recém redescoberto no interior do Amazonas, onde passou um bom tempo desaparecido. É uma satisfação saber que ele hoje está no CDC seguindo a sua estrela: o Mestre.

  2. Davi Gaede Fiusa
    Davi Gaede Fiusa says:

    Quando comecei a frequentar o Centro sempre tive vontade de morar próximo de uma das pessoas que conheceram o nosso Mestre, mas para mim não era tão fácil mudar para Porto Velho, por exemplo onde, na época ainda tinha alguns morando lá. Hoje, morando aqui em Ji-Paraná é uma honra poder visitar, ver e conversar com o M. Bacurau que em todas as nossas conversas sempre fala do nosso Mestre Gabriel, como de forma instintiva, dos princípios que o mesmo aprendeu com ele, sempre com brilho no olhar, respeito e outros valores perenes ao Mestre. Apesar da idade, tem percepções finas sobre detalhes de palavras e comportamentos que pra muitos passa absorto. Felicidades e anos de Vida e Luz.

    Davi Fiusa.

    • Deusa de Sena Ribeiro
      Deusa de Sena Ribeiro says:

      Sou Sócia no Núcleo Estrela Guia, onde o meu pai e minha mãe são sócios fundadores, onde ele pertenceu ao Quadro de Mestres e foi o primeiro Mestre Representante. É com alegria e lágrimas nos olhos que leio este texto. Estou tendo a oportunidade de estar mais próxima do meu pai M. Bacurau, e por muitos momentos ouço ele falar da história dele na União e da vivência dele com o M. Gabriel, e por varias vezes me emocionei, e me emociono por perceber no olhar dele e na forma como fala do Mestre, sempre demonstra amor e respeito para com quem ele aprendeu histórias, chamadas, e continua aprendendo. Como ele diz “um amigo verdadeiro!” Reconheço o valor que ele tem pra União e pra mim. Desejo a ele Saúde nesse momento! Gratidão ao Mestre Gabriel, a equipe do Blog por esta homenagem, as pessoas que postaram comentários de reconhecimento a pessoa de Raimundo Ribeiro das Chagas, Mestre Bacurau- assim era chamado por Mestre Gabriel. Votos de Luz, Paz e Amor a todos

  3. Jander
    Jander says:

    Conselheiro Bacural é um exemplo vivo de que o Mestre Gabriel não abandona seus discípulos. E aqui reconheço que o Mestre Monteiro aprendeu bem esse sentimento de está próximo dos discípulos quando pediu que encontrasse o Cons. Bacurau depois de mais de 20 anos desaparecido.

  4. Santos Reis
    Santos Reis says:

    Foi uma grande festa e muita alegria a chegada do Bacurau aqui em Manaus encontrado em Maués (AM) depois de vinte anos. Já o conhecia quando morava em Ariquemes e aqui em Manaus tive a oportunidade de reencontra-lo e conviver mais próximo. Ele tem uma boa audição, boa memória e boa percepção apesar da idade. É um valoroso discípulo do Mestre Gabriel. Parabéns ao blog por este reconhecimento.

  5. Miguel Salum
    Miguel Salum says:

    Senti uma Grande Alegria quando este passarinho retornou para o ninho.
    Que ele possa sentir o carinho e Alegria que sinto em tê-lo por perto. Que o Mestre lhe conceda Saúde, para estar um bom Tempo conosco nos ensinando. Feliz aniversário!!

  6. Miguel Salum
    Miguel Salum says:

    Conheci o c. Bacurau em Manaus em 2010 no Núcleo Tiuaco, por ocasião do Congresso Nacional do Plantio. Estive um breve momento com ele e pude perceber ser bem simpático e agradável. Parabéns pelo seu aniversário com saúde e Alegria!

    • Jorge Franco Manty
      Jorge Franco Manty says:

      Nosso reconhecimento ao Conselheiro Bacurau pela sua importante contribuição espiritual a doutrina do Mestre Gabriel. As chamadas que recebeu são verdadeira joias espirituais que permanecerão na eternidade.

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta para Florisberto Cancelar resposta