A Origem da UDV

a-criacao-da-uniao-do-vegetal

A CRIAÇÃO DA UNIÃO DO VEGETAL

A União do Vegetal teve sua origem na Floresta Amazônica, na fronteira do Brasil com a Bolívia. José Gabriel da Costa trabalhava como seringueiro naquela região e, em 1959, bebeu o Chá Hoasca pela primeira vez com um senhor chamado Chico Lourenço. Pouco tempo depois, Mestre Gabriel começou a distribuir o Vegetal, inicialmente para sua família e para outros seringueiros que trabalhavam na região. Em 22 de julho de 1961, ainda nos seringais da Amazônia, Mestre Gabriel realizou uma sessão e anunciou a criação da União do Vegetal, dando início ao trabalho de desenvolvimento espiritual de seus discípulos, ao qual ele se dedicou até desencarnar, em setembro de 1971.

“A União do Vegetal está plantada na terra” – Mestre Gabriel

A EXPANSÃO DA UDV

Em janeiro de 1965, após a criação da União do Vegetal nos seringais, Mestre Gabriel vai com sua família para Porto Velho (RO). Lá, com sua esposa Raimunda Ferreira da Costa e seus filhos, deu continuidade à obra religiosa da UDV. Novos discípulos chegaram e foi fundada então a Associação Beneficente União do Vegetal. Logo teve início a formação da estrutura interna da União do Vegetal. Mestre Gabriel criou o Quadro de Mestres e o Corpo do Conselho. Em 1967, o Mestre Florêncio Siqueira de Carvalho, um dos primeiros mestres formados na UDV, foi autorizado a distribuir o Chá em Manaus (AM), “De Manaus, a União do Vegetal vai circular o mundo”, disse Mestre Gabriel. A previsão do seu criador vem se concretizando. A partir de Manaus (AM) a UDV seguiu expandindo-se no Brasil e no exterior.

Posteriormente, em 1971, foi registrado oficialmente o Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, com sua primeira Sede Geral em Porto Velho. Em 1982, a Sede Geral foi para Brasília (DF) e o movimento de crescimento do CEBUDV continua.