A UDV no Canadá

Equipe do Blog*

| 9 Setembro 2017

Irmandade reunida para a inauguração da Distribuição Autorizada de Vegetal de Montreal, Canadá | Foto: DMC/DAV Montreal.

A história da União do Vegetal no Canadá inicia há 24 anos, quando, em setembro de 1993, o Mestre Teodoro Irigaray faz uma visita ao canadense Pierre Girard e sua esposa brasileira Marília França, sócios da UDV que moravam em Montreal. Neste período, Mestre Teodoro realizou a primeira Sessão da União do Vegetal naquele país.

Tempos depois, Pierre e Marília (que hoje estão, respectivamente, no Quadro de Mestres e no Corpo do Conselho da UDV) mudaram-se para o Brasil e transferiram-se para o Núcleo Breuzim (Cuiabá, MT). Lá, numa das muitas visitas do Mestre Jeffrey Bronfman (DAV do Hawaii, EUA) ao Brasil, descobriram que ele também é canadense. Segundo o próprio Mestre Pierre relata, “a conexão canadense começava então a se formar”.

Em abril de 2010, o Mestre Diogo Barnetche (hoje Responsável pela DAV de Montreal) mudou-se com sua família para o Canadá. Lá, encontrou o Mestre Pepeu Fernandes e sua companheira Conselheira Débora Lodi, que haviam chegado com a família duas semanas antes. A irmã Marcela Baiocchi também já morava em Montreal. Como a UDV ainda não estava legalizada no Canadá, eles iam beber Vegetal nos EUA, nas proximidades da cidade de Boston, quando o Mestre Central da 1ª Região dos Estados Unidos autorizava a realização de Sessões Extras.

Tempos depois, os irmãos “canadenses” passaram a beber Vegetal na casa de Clifford Passen (hoje integrante do Corpo do Conselho da UDV), em Saratoga Springs (NY, EUA), participando assim do início da formação do Núcleo Grande Esperança (Grisworld, Connecticut), no Nordeste dos Estados Unidos.

Em 2014, os Mestres Diogo e Pepeu apresentaram uma proposta ao Quadro de Mestres e ao Conace da 1ª Região dos Estados Unidos para registrar a UDV no Canadá, pois já eram 13 sócios que moravam naquela país e bebiam Vegetal em Saratoga Springs. Esse número aumentou um pouco mais no ano seguinte, com a volta para Montreal do Mestre Pierre e da Conselheira Marília, que estavam residindo no Brasil.

Nesta época, a UDV, por iniciativa do Mestre Jeffrey Bronfman, começou um movimento junto a alguns parlamentares canadenses para legalizar o uso do Chá Hoasca pela União do Vegetal. O governo, naquela época muito conservador, não deu muita abertura. Mas em outubro de 2015, após a eleição de um governo mais favorável à nossa causa, foi feita uma nova solicitação para legalizar as atividades da UDV no Canadá.

Um ano e meio depois, em 5 de junho de 2017, a União do Vegetal conquistou a autorização do governo canadense para importar e distribuir o Chá Hoasca para fins religiosos no país. Hoje, são 30 sócios morando no Canadá. Destes, 12 que residem em Vancouver estão filiados ao Núcleo Claridade Divina (Seattle, Washington), e 18 que moram em Montreal e Toronto passam a integrar a DAV de Montreal, inaugurada neste dia 9 de setembro.

*Com informações de Pierre Girard, integrante do Quadro de Mestres do Núcleo Arvoredo (Cuiabá-MT). 

2 respostas
  1. Eliete Campos
    Eliete Campos says:

    Que emoção e grande felicidade ver o crescimento da União do Vegetal nos países, mas um ponto de Luz que brilha trazendo orientação e esperança de uma vida mais feliz aos irmãos. Meus votos de União e amizade, Luz Paz e Amor a toda a irmandade.

    Responder
  2. antonio barnetche
    antonio barnetche says:

    Congratulações a toda irmandade da UDV, especialmente aos 30 sócios residentes no país.
    Feliz por meu filho, Mestre Diogo, estar a frente deste rebanho. Seguindo na UDV desde 1994, foi um dos primeiros sócios do Núcleo Estrela Dalva e posteriormente, já como Mestre Responsável pelas obras que deram origem ao Núcleo Luz Abençoada, desmembramento do Estrela Dalva. Ao se transferir parao Canadá, passou alguns anos sem comungar o Vegetal pois não obteve visto para os EUA. Preserverou com constãncia, ligado no nosso Mestre Gabriel e hoje é responsável pela DAV de Montreal.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *