Núcleo Estrela D’Alva inspira o Sul do Brasil há 25 anos

Neste 19 de fevereiro de 2019, o Núcleo Estrela D’Alva (Florianópolis-SC) comemora 25 anos. O Blog da UDV abre espaço para contar a sua história que teve início como uma Distribuição Autorizada de Vegetal (DAV) no município de Tijucas

Adriana Ferreira Freitas*

| 19 fevereiro, 2019.

Irmandade do Núcleo Estrela D’Alva celebrando o aniversário da União do Vegetal, 22 de julho de 1996 | DMC/Núcleo Estrela D’Alva

Da janela ainda incompleta, era possível ver a lua cheia que iluminava a noite daquele sábado, dia 1º de janeiro de 1994. A construção de madeira, que contava apenas com paredes e telhado, era o cenário da primeira sessão, onde, em breve, seria inaugurada a Distribuição Autorizada de Vegetal (DAV) da Grande Florianópolis. O chão de terra batida ganhou algumas poltronas, em que se acomodavam os primeiros sócios e visitantes da futura DAV, localizada no distrito de Timbé, município de Tijucas (SC), e que, em 1998, tornou-se Núcleo Estrela D’Alva.

>> Clique aqui e acesse a Galeria de Imagens do Núcle Estrela D’Alva

A história da União do Vegetal, no litoral catarinense, iniciou com sessões dirigidas por Mestres que vinham visitar familiares e amigos. Até que um grupo de pessoas, que residiam em Florianópolis, sócios do Pré-Núcleo Jardim das Flores, em Porto Alegre (RS), e da Distribuição Autorizada de Joaçaba (SC), convidaram o Mestre José Florêncio de Carvalho e sua companheira Ozélia Gomes de Carvalho para conhecer a região e ficar à frente dos trabalhos da UDV na Capital catarinense. Em 1993, o destemido casal deixa o Núcleo Caupuri, em Manaus (AM), e vem liderar o grupo em Santa Catarina. A eles, novos sócios da região e de outros locais do País se uniram e deram continuidade ao trabalho da União do Vegetal no Sul do Brasil.

Inaugurada no dia 19 de fevereiro de 1994, a DAV da Grande Florianópolis passou a Pré-Núcleo e Núcleo Estrela D’Alva, em 19 de fevereiro de 1997 e 1998, respectivamente. O nome Estrela D’Alva vem da ligação do Mestre José, como era afetuosamente chamado, com essa Luz que costumava apreciar nas madrugadas, após as sessões, em seus primeiros anos na UDV, em Manaus. A escolha do nome contou com todo o apoio da direção e irmandade na época. É dele, também, a autoria da chamada com o mesmo nome.

Núcleo Estrela D’Alva gerando frutos

O início da DAV contou ainda com o auxílio do Mestre Sérgio Cantóviski e sua companheira Marlene, que residiam em Criciúma, Sul Catarinense. O casal trouxe novos sócios da região e, em 1997, deram início ao primeiro desmembramento do Estrela D’Alva, hoje o Núcleo Aliança. Dele, já há duas DAVs em funcionamento nos municípios de São Joaquim e Imaruí, ambos em Santa Catarina.

Com o desmembramento da 3ª Região, em 1998, os três estados do Sul do Brasil passaram a pertencer à 9ª Região da União do Vegetal, e o Mestre José Florêncio de Carvalho foi convidado pelo então Mestre Geral Representante, Manoel Nogueira, a assumir a função de Mestre Central.

A partir dessa data, foram representantes do Núcleo Estrela D’Alva os mestres Silvio Fernando Bernardes (1998/2000), Teodoro Irigaray (2000/ 2002), Olavo de Paula Neri (2002 /2005), Paulo Afonso Amato Condé (2005/2006), José Mauro Fagundes (2006/2009), José Eduardo Trajano (2009/2012), Giordano Haut (2012/2015), João Fernando Marson (2015/20018) e, atualmente, Gabriel Alves Condé (2018/2021).

Mudança para a Ilha 

Na Representação do Mestre Teodoro (atualmente Mestre Assistente Geral da UDV), de comum acordo entre direção e irmandade, decidiu-se transferir a sede do Núcleo para Ilha de Santa Catarina, onde está situada a cidade de Florianópolis. A ideia já era cogitada há algum tempo pela irmandade. O objetivo era diminuir a distância de acesso ao Núcleo, cerca de 60 quilômetros, e promover maior integração entre as pessoas em um espaço mais próximo. A compra do terreno, pertencente à família Gonzaga que tem membros da família sócios da UDV, foi em 2003, durante o período em que o irmão Olavo de Paula Neri esteve na Representação e deu início aos trabalhos de construção.

E, no dia 9 de julho de 2005, na Representação do Mestre Paulo Afonso (atualmente ocupando o lugar de Mestre Geral Representante da União do Vegetal), foi inaugurada a nova sede, em Santo Antônio de Lisboa, a cerca de 10 quilômetros do Centro de Florianópolis.

Na sequência, na Representação do Mestre José Mauro (atualmente integrante do Conselho de Administração Geral), houve a necessidade de dar uma atenção especial ao terreno do Timbé, onde se desenvolvia o plantio do Núcleo. Assim, os Mestres Frederico Korndörfer Neto e Diogo Barnetche, junto a membros da direção e irmãos, iniciaram o segundo desmembramento do Estrela D’Alva, que deu origem ao Núcleo Luz Abençoada, que está a caminho de desmembrar e abrir a primeira DAV no Norte catarinense.

Memória

Nos 25 anos do Núcleo Estrela D’Alva, comemorado neste dia 19 de fevereiro de 2019, vem na lembrança as pessoas que fizeram parte desta história, o grupo que iniciou os trabalhos, assim como jovens de diversos locais do Brasil que chegaram para estudar em Florianópolis conquistaram uma profissão, encontraram seus cônjuges, iniciaram suas famílias, deram sua contribuição e partiram em busca de novos horizontes.

Pessoas como a jovem Beatriz Haut, a Bibi, que tão cedo nos deixou, mas que deu exemplo a todos de força, resiliência e vontade de viver. Assim como a conselheira Iára Reinke Castro, que recebeu o Vegetal na UDV, ainda na década de 1980, das mãos de Mestre Pequenina e deixou um importante legado na luta de preservação ambiental junto à Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico e de trabalho e dedicação à UDV.

Jovens que chegaram adolescentes, receberam a Estrela de Mestre, como Diogo Barnetche, hoje responsável pela DAV de Montreal, no Canadá, e Gabriel Alves Condé, atual Mestre Representante do Núcleo Estrela D’Alva. Em 2014, os primeiros jovens nascidos no Estrela D’Alva se associaram e assim continua a história do Núcleo, que conta hoje com 153 sócios.

Uma estrela brilhou

“Quando fizemos o primeiro mutirão no terreno, um vizinho, chamado João, se aproximou e perguntou o que seria ali. Nós falamos que estávamos construindo um centro espírita. Ele contou que, naquele dia, acordou de madrugada, olhou o lugar e viu uma estrela bem em cima do terreno. Era uma luz brilhante que chamou sua atenção. Sabia que algo especial seria feito ali”, conta Mestre José de Carvalho.

“O Estrela D’Alva faz parte da minha vida. Tenho muito carinho por esse Núcleo”, diz emocionado aquele que deixou o Norte do Brasil para dar continuidade à história da UDV em Santa Catarina. Neste dia 19 de fevereiro, esse senhor que reside em Imbituba, SC, inteira 84 anos, sendo que mais de 50 deles dedicados à União do Vegetal.

>> Mestre José Carvalho: um construtor de Templos e de amizades

Sua companheira Ozélia foi uma das primeiras sócias do Núcleo Caupuri. Foi ela, também, que plantou as primeiras mudas de Mariri e Chacrona no plantio do Estrela D’Alva, que hoje conta com mais mil pés de Mariri e cerca de 150 de Chacrona. “O período que passamos no Estrela D’Alva, de 1993 a 2002, foi muito bom e alegre. Fizemos bons amigos e fomos felizes”, comenta.

Boas lembranças

“Após seis anos viajando cerca de 600 quilômetros (ida e volta), de Criciúma para Porto Alegre, para frequentar o Núcleo Jardim das Flores, fomos convidados pelo Mestre José de Carvalho para iniciar os trabalhos da UDV na Grande Florianópolis e aceitamos”, conta Mestre Sérgio Cantóviski.

O casal Sérgio e Marlene Cantóviski frequentou DAV durante três anos. “Foi um período intenso, tanto de trabalho material, como espiritual. Foi um tempo de bons aprendizados, em que fizemos amigos e de que tenho boas lembranças”, acrescenta Marlene.

União e prosperidade

“Um Núcleo que eu aprendi a gostar durante os quinze anos que vivi em Florianópolis e que tem uma parte da minha história na UDV” Paulo Afonso

O atual Mestre Geral Representante – Paulo Afonso Amato Condé – também faz parte da história do Estrela D’Alva. Ele e sua família chegaram a Florianópolis no início de 2003. Em 10 de fevereiro de 2005, Mestre Paulo Afonso assumiu a Representação do Núcleo. “Naquele momento, meu objetivo foi unir ainda mais a direção para trazer mais prosperidade e crescimento. Sinto que o resultado foi positivo, pois é possível perceber um desenvolvimento contínuo no Estrela D’Alva”, afirma o atual Mestre Geral Representante.

O PA, como é carinhosamente chamado, principalmente pelos jovens, é um Mestre que está sempre presente, independente da função que exerce na UDV, e vem contribuindo constantemente para o crescimento e fortalecimento do Núcleo Estrela D’Alva.

Sua família, também, contribui. Hoje, seu filho – Mestre Gabriel Alves Condé – é Mestre Representante do Estrela D’Alva. “Conheci o Núcleo logo após a inauguração, ainda garoto. Na sequência, já sócio, recebi o CI, CDC, e cheguei ao Quadro de Mestres. Na gestão passada, tive a oportunidade de exercer a Presidência e, agora, estou na Representação”, conta.

“Como Mestre Representante, trabalho para trazer união e paz entre as pessoas. Quero agradecer a todos os Mestres Representantes anteriores, especialmente ao primeiro deles – Mestre José de Carvalho – e a todas as pessoas que contribuíram para o crescimento do Estrela D’Alva e que ela continue brilhando entre nós”.

*Adriana Ferreira de Freitas é integrante do Corpo do Conselho e Sócia fundadora do Núcleo Estrela D’Alva. A elaboração deste texto contou com a colaboração de equipe do Departamento de Memória e Comunicação (DMC) do Núcleo Estrela D’Alva, cuja monitora é Renata Santos.

13 respostas
  1. Miguel Almeida
    Miguel Almeida says:

    Interessante como a expansão da UDV acontece. Mestre José Carvalho e Conselheira Ozélia, sócios fundadores do Núcleo de Manaus (hoje Núcleo Caupuri), foram de Manaus pra iniciar um novo Núcleo com esses irmãos do sul do Brasil, nascendo mais um filho do Núcleo Caupuri. E assim a UDV vem crescendo com o belo exemplo de dedicação à obra do Mestre.

    Responder
  2. Saulo A. C. Teixeira
    Saulo A. C. Teixeira says:

    Que este belo trabalho continue trazendo Luz e a Paz tão desejada à todos que dela se beneficiarem.
    Minha gratidão à tod@s primeiros irmãos e irmãs.
    Viva o M. José… Viva o N. Estrela D’Alva…

    Responder
  3. Ibsen Bruno
    Ibsen Bruno says:

    Parabéns ao Núcleo Estrela D’Alva, ao M. José Carvalho e a toda irmandade! Esse é um lugar especial aonde pude acompanhar o seu início e também onde tenho familiares e amigos ! Desejo cada vez mais prosperidade a todos os valorosos irmãos, e que a Estrela D’Alva continue iluminando com sua Luz Dourada toda essa irmandade querida!

    Responder
  4. Edson Sousa.
    Edson Sousa. says:

    Parabens a irmandade do Núcleo Estrela D’alva por mais um ano de existência…

    Parabéns ao M.José Carvalho, meu compadre e amigo de muitos anos.

    Na época, no Núcleo Caupuri em Manaus, quando da minha chegada na UDV, me auxiliou um tanto.

    Aqui fica meu abraço fraterno ao M.José e C.Ozelia e a toda irmandade.

    Luz, Paz e.Amor.

    Édson Sousa
    M.Representante
    N.Tiuaco – Manaus.

    Responder
  5. Perlla Cenzi Sulzbacher
    Perlla Cenzi Sulzbacher says:

    Viva o N.Estrela Dalva!
    Viva o M.José Carvalho e a C.Ozélia, gratidão a todos que contribuem para o crescimento da nossa UDV construindo mais um ponto de luz na terra.

    Responder
  6. Reinoldo
    Reinoldo says:

    Núcleo Estrela D’alva
    Gratidão a todos…
    Em especial ao M.José Carvalho e sua companheira C.Ozelia.
    Que nos cativaram com sua simplicidade e alegria, despertando em nós um novo olhar, aonde veio nos ensinando que o Amor está presente e cabe todos…na fraternidade e construindo elos de amizades numa corrente de amor.
    Nos apresentando que além do chá que comungamos,existe a Sagrada União, que pode se apresentar com todo seu esplendor de Harmonia… Reverberando em alegria e bem viver…nos fortalecendo a nossa transformação interior.
    Gratidão a todos os que não mediram esforços para hoje usufruirmos deste núcleo.

    Responder
  7. Lívia Nogueira Pellizzoni
    Lívia Nogueira Pellizzoni says:

    Um lugar muito especial onde encontrei amigos verdadeiros! Grata ao Mestre por ter colocado essa estrela iluminando o meu caminho e ter vivido tantos momentos de crescimento e aprendizado. Feliz aniversário! Um grande abraço a todos!

    Responder
  8. Alexandre de S. C. Teixeira
    Alexandre de S. C. Teixeira says:

    Parabéns à toda irmandade do Núcleo Estrela D’Alva. Que o Mestre continue dando força e perseverança para dar continuidade nesta Sagrada Obra.

    Responder
  9. Jean Bonazoni
    Jean Bonazoni says:

    Belo texto, é uma satisfação compartilhar da alegria dessa irmandade, ainda que hoje esteja do outro lado do Brasil.
    Um núcleo onde frequentei por 5 meses, período que marcou minha vida como um divisor de águas e onde fui convocado para o C.I.
    Guardo comigo um carinho bem especial e reconhecimento pelo quadro de mestres, direção e toda irmandade da época.
    Fiquei feliz em saber que M. Gabriel Condé hoje está na representação, pessoa de fibra, mas também bom humor, mais um referencial pra mim e tantos outros jovens que cresceram na UDV.
    Que a Luz dessa estrela que dá nome ao núcleo esteja sempre presente no coração da irmandade.
    Votos de Paz.

    Responder
  10. Carbajal
    Carbajal says:

    Estrela D’Alva… ilumine cada vez mais a consciência de todos os que dela se aproximem, clareie e fortaleça os caianinhos na busca do conhecimento espiritual , que a luz da estrela arrebanhe os corações, fazendo aí a morada da alegria, do bem viver, da luz da paz e do amor!

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *