Mestre Roberto Evangelista, um estudante da espiritualidade

| 08 fevereiro, 2019

Ana e Roberto Evangelista | Arquivo Pessoal.

Mestre Roberto Evangelista nasceu em Cruzeiro do Sul (AC), em 10 de fevereiro de 1946. Durante a juventude, trabalhou ao lado de sua companheira, Conselheira Ana Maria Evangelista, viajando pelo interior da Amazônia. Ficou sabendo da existência de um chá (Ayahuasca) bebido pelos índios por meio da leitura de um livro e, a partir daí, passou a buscar quem pudesse lhe apresentar o chá. Em 1970, por meio de um amigo que sabia do seu interesse (M. Roberto Souto Maior), foi apresentado à União do Vegetal em Manaus-AM e teve a oportunidade de conhecer Mestre Gabriel – com quem se identificou desde o início da sua caminhada e nutriu por ele grande admiração.

“Eu tinha essa sensação de que a Amazônia guardava algo muito importante para a humanidade, mas nunca imaginei que fosse uma bebida, um chá. Naquele tempo, era também muito ligado ao estudo das antigas civilizações e das famosas ‘teorias da conspiração’. Eu sempre achei que a Floresta Amazônica guardava algo muito precioso”, revela em entrevista ao Departamento de Memória e Comunicação da Diretoria Geral.

Conhecido em toda a União do Vegetal por seu talento com as palavras ditas e escritas, Mestre Roberto Evangelista se revela em sua oratória simples, porém atenciosa e amorosa. Ao lado de sua companheira, Conselheira Ana, ouviu de Mestre Gabriel palavras que marcaram seu coração. Ao serem apresentados ao fundador da União do Vegetal como “universitários”, Mestre Gabriel disse: “Os senhores são estudantes?”“Sim, Mestre, somos estudantes”. E continuou: “Muito bem, o conhecimento material é uma boa base para o conhecimento espiritual”.

“Estas suas primeiras palavras já nos cativaram e me ficaram gravadas, tanto que, sempre que possível, eu incentivo as pessoas, principalmente os jovens, a estudar, a buscar sua formação técnica ou acadêmica”, lembra.

Para conhecer mais a respeito deste nobre senhor que nos dias de hoje continua incentivando os jovens a se aperfeiçoarem na busca do conhecimento material e espiritual, destacamos os textos abaixo que já foram publicados no Blog da UDV em anos anteriores e uma entrevista feita especialmente com ele para a série “Mestres da Origem”.

5 respostas
  1. Alysson Sena
    Alysson Sena says:

    É realmente uma pessoa muito especial que temos a satisfação de conhecer e conversar sempre que podemos. Minha família respeita muito este mestre e deseja saúde e uma vida bem longa para cada vez mais participar conosco desta sagrada religião e convivência fraternal.

    Responder
  2. Aurenita M. Torreão Sá
    Aurenita M. Torreão Sá says:

    Lembro perfeitamente quando o M. Roberto e a C. Ana, chegaram em Manaus a procura do Vegetal e quem recebeu eles lá em casa foi o meu pai, na época ele estava como Representante de Mestre Gabriel. Logo depois, o M . Florêncio, meu tio, recebeu a Representação de volta e logo depois eles conheceram o M. Gabriel. Receberam o CDC no mesmo dia com meu pai e meu tio Geraldo. Meus pais sempre tiveram maior carinho e Respeito pelo casaL! Parabéns, M. Roberto, desde já. Saúde pro Sr e família! !!

    Aurenita M. Torreão Sá

    Responder
  3. Silvio Mendonça Gomes
    Silvio Mendonça Gomes says:

    M Roberto Evangelista uns dos meus primeiros Mestres professores nesta escola UDV.A sua didática em ensinar nos facilita aprendemos melhor,Mestre que tem uma virtude de bem se expressar.O conheci quando cheguei na UD V em 1979 no Núcleo Caupuri em Manaus.Sempre demonstrou muita atenção a minha pessoa e minha companheira Maria Senna. Desejamos ao digníssimo Mestre, votos de muitos anos vida com saúde e prosperidade.

    Responder
  4. Edson Sousa.
    Edson Sousa. says:

    Considero o M.Roberto Evangelista um amigo.
    Quando da minha chegada na UDV, em 1982, no Núcleo Caupuri, fui bem recebido por todos e em especial Ppor M.Roberto, que soube me cativar com sua oratória cativante e orientadora que nos dias de hoje serve como norte do meu trabalho na União.
    Grato e muitos anos de vida.

    Edson Sousa
    N. Tiuaco- Manaus

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *