Entender o que é ser um Caianinho

Bruno Mota e Giuliano Villa Nova (*)

O jogo é cooperativo e todos os participantes trabalham pelo mesmo objetivo | Foto: Kennedy Saldanha/DMD-Núcleo Tucunacá

O jogo é cooperativo e todos os participantes trabalham pelo mesmo objetivo | Foto: Kennedy Saldanha/DMD-Núcleo Tucunacá

A busca de si mesmo é um dos princípios da União do Vegetal. Situar-se e perceber o mundo, identificando-se com valores, reconhecendo limitações e potenciais, é um processo de amadurecimento e fortalecimento pessoal que traz um sentimento de bem-estar verdadeiro. Sabendo disso, jovens dos Núcleos da 11ª Região (que abrange o Ceará, Maranhão e Piauí) estão se mobilizando em torno do projeto “Sertão Caianinho”, com o objetivo de entender o que é ser um Caianinho, um discípulo do Mestre Gabriel. A Orientação Espiritual para Crianças e Jovens do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal acompanha de perto a ação.

Por meio de diversas atividades, os participantes conhecem o tema, trabalhando de maneira cooperativa. Para isso, utilizam símbolos, linguagens e personagens do mundo náutico: cada Núcleo da Região é um barco, os integrantes são a tripulação e cada membro tem funções específicas. Na primeira fase da atividade, os jovens viajam pelo presente, o passado e o futuro, utilizando Cartas de Navegação que estabelecem missões e orientam as tripulações. Jovens de 12 a 25 anos são protagonistas, desenvolvendo habilidades e responsabilidades.

Importante ressaltar que há troca de experiências entre os Núcleos. Gabriela Nunes, sócia do Núcleo Flor Divina (Fortaleza-CE), participa da coordenação do projeto e explica que o movimento nasceu em 2013, após o Encontro de Arte e Cultura: Raízes, Cultura de Ser, realizado na 11ª Região, quando foi plantada a semente da busca pelo conhecimento da identidade Caianinha. “A atividade começou com um pequeno grupo se reunindo para pensar em uma forma de trabalho”, conta Gabriela, explicando que o nome do projeto tem amplo significado. “Sertão pode ser o interior de cada um; ‘certão’ é uma coisa certa; ‘ser tão’ é ser de verdade, intensamente”, explica.

Cada participante é um navegante e o conjunto de participantes de uma mesma embarcação forma sua tripulação (uma equipe) | Foto: Kennedy Saldanha/DMD-Núcleo Tucunacá.

Cada participante é um navegante e o congunto de participantes de uma mesma embarcação forma sua tripulação (uma equipe) | Foto: Kennedy Saldanha/DMD-Núcleo Tucunacá.

Reflexões

“A importância maior desse trabalho é gerar uma reflexão na meninada sobre o que é ser caianinho. Eles param para pensar: o que faria um caianinho em determinadas situações?, em que mundo eu quero viver?, como seria um caianinho na política?, e no jeito de se vestir? Essas reflexões fazem pensar nos comportamentos e nos relacionamentos”, comenta a Conselheira Angélica Mapurunga, responsável Regional pela Orientação Espiritual com Crianças e Jovens.

Ela ressalta que a partir do Sertão Caianinho, outras atividades estão ocorrendo. “Os jovens também estão refletindo a respeito dos Departamentos da UDV. Organizaram o Plantio Caianinho, com alguns trabalhos já feitos, inclusive um Preparo de Vegetal (marcado para agosto)”, conta. “Tudo isso, ao longo do tempo, deve gerar um impacto na formação de dirigentes. Teremos jovens mais reflexivos”, projeta a Conselheira Angélica. “Ainda é um trabalho novo, mas já vemos uma continuação dele. E, claro, já havia uma preparação na Região, com diversas atividades, Encontros de jovens e o Encontro de Arte e Cultura. O Sertão Caianinho está dando um direcionamento para a desenvoltura que os jovens da Região já têm”, observa.

Rui Boeira, Mestre Representante do Núcleo Tucunacá (Fortaleza- CE), também acredita que bons frutos podem surgir da ação. “Esse movimento é muito interessante e inteligente. Faz o pessoal pensar, desenvolver uma ideia. No meio disso, são feitos estudos relacionados à União do Vegetal e à vida, de maneira geral”, observa.

União

Para o Mestre Edison Saraiva (Sede Geral, Brasília-DF), responsável pelo trabalho de Orientação Espiritual com Crianças e Jovens na União do Vegetal, e um dos inspiradores do Sertão Caianinho, trabalhos como esse são muito importantes para o futuro da UDV. “Quando se começa a trabalhar de uma maneira que coloque as pessoas para imaginar criativamente um mundo diferente, imediatamente se instala um processo mental de união. A gente começa a entender que todos juntos somos mais do que cada um.

É dessa forma que o Mestre Gabriel trabalhou com os primeiros discípulos, na construção da nossa sociedade religiosa”, observa o Mestre Edison Saraiva. “O Mestre utilizou uma gestão participativa, que hoje está no top da Administração do Centro, usando o conhecimento que cada discípulo tinha, de modo que todos se sentissem donos dessa sociedade. Por isso, estão até hoje trabalhando nela”, constata. “O que eu vejo no Sertão Caianinho é esse ‘trabalhar com’. Isso é sabedoria. E todos estão aprendendo a fazer isso”, diz.

Saiba mais:

O Sertão Caianinho tem um site oficial contendo a apresentação do projeto, arquivo com as Cartas de Navegação e instruções do jogo, além de fotos e outras informações.

www.expedicaosc.com

(*) Bruno Mota e Giuliano Villa Nova são, respectivamente, do Corpo Instrutivo e do Quadro de Mestres do Núcleo Tucunacá (Fortaleza-CE). Colaborou Juliane Oliveira (CI – Sede Geral, Brasília-DF).

18 respostas
  1. Geraldo Magela Torres
    Geraldo Magela Torres says:

    OQUE DEVEMOS FAZER PARA QUE ESSE PROJETO MARAVILHOSO “SERTÃO CAIANINHO”, POSSA CHEGAR ATE NOSSA REGIÃO, NOSSO NÚCLEO!?

    Geraldo Magela Torres C.I – N. Jardim Florido – 14ª região

    Responder
    • Carlos Sônio Fonseca
      Carlos Sônio Fonseca says:

      Isso é simplesmente maravilhoso, uma integração da juventude aos princípios doutrinários do centro, aprendendo na linguagem deles. Que essa idéia cresça e traga bons frutos.

      Responder
    • ERICA MONTEIRO
      ERICA MONTEIRO says:

      Olá mano Geraldo Magela,
      Ações como estas vem sendo feitas pela Orientação Espiritual com Crianças e Jovens da UDV, uma frente com espaço aberto a infinitas possibilidades, aonde cada região está dando seus passos firmes dentro deste crescimento, uns se espelhando nos outros e as atividades se multiplicando aos poucos cada um aprendendo a fazer o melhor que pode. Na 14a Região tem muita coisa boa e digna de nota também, pois tem diversos dirigentes pensando com amor e carinho para ver esta semente germinar. Abraços fraternos

      Responder
  2. José Henrique Boechat
    José Henrique Boechat says:

    Iniciativa linda!
    Uma forma criativa de se investir no nosso futuro através da educação, o cerne da sociedade, de forma dinâmica e reflexiva.
    Gostaria de ter participado quando jovem!
    Que esse trabalho floresça em União.

    Responder
  3. AROLDO COSTA
    AROLDO COSTA says:

    SENHORES PARABENS PELA MARAVILHOSA INICIATIVA REALMENTE CABE A NOS A SEMEADURA AOS JOVENS PARA QUE NO FUTURO VINDOURO TENHAMOS EMA COLHEITA MADURA E SAUDAVĖL

    Responder
  4. Claudio Sampaio
    Claudio Sampaio says:

    Parabéns a juventude que forma essa grande Arvoredo do Mestre Gabriel que tem como fruto o saber para a Paz, o Amor e a Fraternidade numa verdadeira União.

    Responder
  5. jorge sugamosto
    jorge sugamosto says:

    Iniciativa importante e, a meu ver, deve ser expandida para outras Regiões onde os jovens possam compreender, elaborar, cooperar com novas ideias nesse mesmo TEMA, criando um pensamento forte na formação de Caianinhos sangue bom.

    Responder
  6. Nazareth Roriz
    Nazareth Roriz says:

    As crianças e jovens de hoje estarão dirigindo e representando a UDV breve, por isso é uma iniciativa muito importante. A reflexão pode salvar nossos jovens das armadilhas que não são poucas nos dias atuais. Parabéns pela bela iniciativa, desejo que outras regiões abracem essa idéia.

    Responder
  7. Sandra leite coura diniz
    Sandra leite coura diniz says:

    Belo trabalho. Atuar na essência de cada jovem por meio da participação fortalece o protagonismo de cada um e o sentimento de fazer parte da continuação da história da UDV. Desejo que esse trabalho possa replicar na comunidade onde cada um estuda, vive, trabalha, mora. Tenho comigo que essa geração de criancas e jovens já estão fazendo a diferença em nossa sociedade e se continuarmos com esse trabalho com uma orientação espiritual, acredito que teremos seres humanos melhores e felizes. Que o Mestre Gabriel continue a iluminar e motivar a cada um que se envolve com esse trabalho.

    Sandra Leite Coura Diniz
    Núcleo Mestre Iagora.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *