Em Jaru (RO), “O Reinado de Mariri”

Maria de Fátima Soares da Silva*

Mariri | Foto: Diro Oliveira

O Município de Jaru (RO) é um dos locais onde Mestre Gabriel vinha buscar mensagens de Mariri. Por vezes, mandava seus discípulos ou solicitava ao   Mestre José Rodrigues Sobrinho, que aqui residia, para   preparar Vegetal e enviar para Porto Velho (RO). Em outras vezes, colhiam mensagens e enviavam a Porto Velho para ser preparado na Olaria de Mestre Gabriel . Trabalho este feito com muitas dificuldades, sendo que na ocasião não havia estradas abertas, apenas estradas de madeireiros. Estes mensageiros colhiam o Mariri e ficavam por dias à beira da estrada, esperando passar caminhões madeireiro (que transportavam madeira da floresta), para então transportar o Mariri até Porto Velho para atender a União do Vegetal. Em Jaru estava situado, dito pelo Mestre Gabriel, “O Reinado de Mariri”, pela quantidade de Mariri que podia ser encontrado nesta região.

Registra-se que em uma destas vindas a Jaru , Mestre Gabriel gostou de um terreno na entrada da Linha 630. Eram dois lotes de 42 alqueires que foram comprados por ele. O então Irmão Bacurau estava residindo em Porto Velho e Mestre Gabriel trouxe-o para cá para cuidar dos lotes. Mestre Gabriel chegou a Preparar Vegetal neste local.

Plantio de Chacrona

Esta prática de buscar mensagens de Mariri nesta localidade teve a continuidade por mais algum tempo, mesmo depois do desencarnamento de Mestre Gabriel, sendo que Mestre Simão (hoje filiado ao Núcleo Mestre Pernambuco), foi também um dos mensageiros. Mestre Simão nos conta que as primeiras mudas de Chacrona plantadas no Núcleo Mestre Gabriel (Sede História da UDV e localizado em Porto Velho), foram levadas desta localidade por ele colhidas de um lindo Chacronal Nativo que encontrou em uma de suas vindas , quando foi dado início ao plantio de Chacrona em Porto Velho.

Quando Mestre Adamir mudou-se para Jaru, em 1974, dando início a Distribuição de Vegetal que depois se tornou Núcleo Mestre Rubens, o Mestre José Rodrigues Sobrinho, um dos mensageiros de Mestre Gabriel , já havia se mudado deste local . Mestre Adamir já residindo aqui, continuou enviando mensagens de Mariri e Chacrona para Porto Velho e Manaus (AM), atendendo aos irmãos e amigos. As plantas sagradas eram plantadas em seu terreno e na área do Núcleo, plantio esse o qual preservamos com muito carinho até os dias de hoje.

Fontes: informações obtidas em conversas com Mestre Simão (Núcleo Mestre Pernambuco, Porto Velho- RO) Mestre Francisco Mota e Mestre Francisco Campos Vaz ( Núcleo Mestre Rubens).

*Integrante do Corpo do Conselho e monitora do Departamento de Memória e Documentação (DMD) do Núcleo Mestre Rubens (Jaru-RO)

1 responder
  1. Leda Silva Gama
    Leda Silva Gama says:

    Tenho uma área em Brasília -df, onde trabalho com preservação de espécies vegetais frutíferas e medicinais. Dada a importância das espécies Mariri e Chacrona, gostaria de saber se vocês poderiam vender para mim algumas mudas dessas plantas. Gostaria de receber resposta pelo e-mail acima informado. Gratidão!

    RESPOSTA: Leda, por uma questão de princípios, o Centro Espírita Beneficente União do Vegetal não comercializa Mariri e Chacrona. Além disso, a legislação que regula o uso do Chá Hoasca em contexto religioso proíbe a comercialização dessas plantas e do próprio chá.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *