Conselheira Nilza Heller, uma Admirável Vencedora

João Luiz Cotta Neto*

Dona Nilza Heller recebendo a camisa do Corpo do Conselho das mãos do mestre Henrique Salles Gentil, 10 de fevereiro de 2013 | DMD/Núcleo Lupunamanta.

Inteira nesta data 100 anos de existência a Sra.Nilza de Almeida Santos Heller, Conselheira integrante da Direção do Núcleo Lupunamanta, 3ª Região (Campinas-SP). Ela chega a esta idade singular, lúcida e ativa. Com uma história de vida com perdas de entes queridos, ela se mantém determinada e não desistiu da sua vontade viver.

Conselheira Nilza nasceu em 30 de maio de 1916, no Rio de Janeiro-RJ. Teve sua infância no interior de São Paulo, juntamente com suas duas irmãs mais novas. Quando tinha 9 anos, sua mãe, Dona Leontina, de saúde frágil, faleceu, deixando o Dr. Almeida, seu pai, que era médico, viúvo, a cuidar de suas três filhas pequenas. A elas juntaram-se, pouco tempo depois, duas primas que também perderam a mãe muito cedo e passaram a ser criadas pelo Dr. Almeida. Ainda hoje, dona Nilza mantém viva em sua memória, o respeito e reconhecimento pela figura do pai.

Na sua juventude recebeu uma educação muito rígida e, tendo estudado Magistério em São Carlos-SP, se formou professora, atuando em uma escola localizada numa fazenda nas proximidades da cidade. Ia trabalhar a cavalo.

Casou-se em Junho de 1941, na Cidade de Dourado-SP, mudando-se para o Rio de Janeiro em seguida, onde teve duas filhas, sendo uma delas a Conselheira Gisela Heller Gordon, amiga conhecida e estimada por muitos da União do Vegetal. Em 1986, seu esposo fez a passagem e dona Nilza, em 1987, decidiu vir morar mais próximo da filha se mudando para Campinas. Com pouco mais de 70 anos, admiravelmente, resolveu aprender inglês para manter sua memória ativa.

Por volta de 1997, já com 81 anos, Dona Nilza começou a sentir que havia algo estranho com sua visão, e, depois de diversas consultas, descobriu que tinha uma doença degenerativa no fundo do olho. Se preparando para uma diminuição significativa da capacidade de ver, dona Nilza começa a estudar braile, algo bastante raro em pessoas com a idade dela. E até hoje é comum encontrá-la em casa, sentada em sua cadeira, lendo em braile atentamente, mais um livro fornecido pela Biblioteca Municipal.

Chegada à UDV

Católica, para agradar Gisela, resolveu presentear a filha em um Natal, indo à sessão na UDV. Como ela mesmo diz, quis dar um presente a filha e quem foi presenteada foi ela. Se associou em dezembro de 2009 e em 10 de fevereiro de 2013, aos 97 anos, foi convocada para o Corpo do Conselho da União do Vegetal, recebendo o reconhecimento de todos da Direção do Núcleo Lupunamanta.

A vinda de dona Nilza para a UDV foi para a Conselheira Gisela uma das grandes alegrias que ela teve em vida. Neste mesmo ano em que recebeu o CDC, sua filha Gisela, repentinamente, fez a passagem em novembro, e sua outra filha, Regina, desencarnou em agosto de 2015. Mesmo em meio a angústias e sofrimento, ela não se curvou ou se vitimou. Sofreu com discrição, mantendo-se serena, sem qualquer reclamação, o que todos a sua volta puderam observar.

Uma característica interessante desta senhora é que ela gosta de comungar o Vegetal, acompanhando a sessão com interesse. Gosta muito de música, da clássica à MPB. Diz que “um violão pede uma canção”. Um grupo de irmãs e irmãos, carinhosamente, sempre faz uma cantoria para ela, após as sessões, coisa que a deixa feliz.

Ouve muito bem!

Um dos segredos de sua longevidade, explica, é ter se mantido interessada pela vida todos esses anos. Este interesse é demonstrado por sua atenção nas conversas, participando e fazendo perguntas inteligentes para compreender bem o que as pessoas estão falando. Perspicaz e atenta, frequentemente lembra ‘a pessoa que está falando com ela, que não há a necessidade de falar alto, já que ela “não enxerga, mas ouve muito bem!”.

Disse recentemente, que chegar a esta idade, é decorrente também de não ficar parada. Ela comenta que não quer que façam as coisas pra ela, pois ela precisa se movimentar. No Núcleo, vem logo na cozinha perguntando o que tem pra ela fazer.

Esta Senhora traz consigo, por sua história de vida, uma receita de bem viver com coragem e resignação. Atravessou dificuldades e, em meio a situações dolorosas que a afligiram, estendia às pessoas ao seu redor, palavras consoladoras e de equilíbrio.

Pela pessoa exemplar e digna que é, Conselheira Nilza Heller merece nossa justa homenagem e reconhecimento, pois sem dúvida, é uma Admirável Vencedora. Em nome de sua Família e Direção do Núcleo Lupunamanta registramos esta importante data.

*Mestre Assistente Geral do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal.


Clique aqui e conheça também a história de João Severino, outro sócio centenário da União do Vegetal.

36 respostas
  1. Taomunda
    Taomunda says:

    Histórias de vida como essa é uma raridade, mas também um presente de Deus! O importante nessa história da C.Nilza é uma incrível força espiritual que ela possui. Adquirida através de sua determinação, paciência e amor. Isto tudo a deixou fortalecida para superar as adversidades da vida. Um presente de Deus que ela é merecedora. Parabéns, C.Nilza. Mais saúde e mais longos dias de bom viver na sua existência!

    Responder
    • Shirley Alencar de Melo
      Shirley Alencar de Melo says:

      Olá, Bom dia. Estou um tanto emocionada com a historia de vida da Cons. Nilza Heller. Fica em mim, uma inspiração para me esforçar a ser perseverante pela vida, não me deixar desanimar com as adversidades e perdas e lutar sempre. Parabéns a essa senhora admirável.

      Responder
      • Adriano Roberto do Vale.
        Adriano Roberto do Vale. says:

        Que o divino Mestre; com seu exemplo de amor a vida, Conselheira, nos ensine a ver a vida além das aparências e do tempo. Saúde paz e bem é o que peço para a senhora querida irmã em Jesus.

  2. Maria Helena Iunes M.Mendonça
    Maria Helena Iunes M.Mendonça says:

    Feliz idade C.Nilza Heller!
    Que possa nos presentear por mts dias com essa alegria de viver !
    Saúde, sabedoria, felicidades e flores perfumadas nesse novo ciclo de vida q.se inicia.
    Ainda não a conheço pessoalmente, mas ė um belo exemplo de viver pra mim!Grata.
    Um abraço fraterno e carinhoso!
    Viva esse centenario de bem viver!

    Responder
  3. Regina Richau Frazão
    Regina Richau Frazão says:

    Uma história maravilhosa essa da Conselheira centenária !! Belo exemplo de força, resignação e superação … Que Deus a mantenha saudável e forte para que continue vencendo os obstáculos e se sentir feliz no âmbito da UDV !! – Hoje aqui no nosso núcleo, Janaína, também homenageamos os 85 anos de outra preciosa conselheira – a cons. Ivone, carinhosamente chamada de “Vóvone”, querida e amada por todos os irmãos ! Às duas aniversariantes, rendo minha homenagem e desejo que o Divino Mestre continue a cobri-las com LUZ, PAZ e AMOR

    Responder
  4. Rodrigo Polignano
    Rodrigo Polignano says:

    Felicidades C. Nilza!
    Bonita data pra comemorarmos e reconhecermos o bem de uma presença amiga em nossa vida e em nossa comunidade. Que o Mestre a abençoe com saúde e alegrias. Abraços fraternos.

    Responder
  5. Heloísa Maria Ramos Ariano
    Heloísa Maria Ramos Ariano says:

    Felicidades C. Nilza…que linda história de vida. Que a Virgem Mãe lhe abençoe sempre. Grande abraço,
    Heloisa
    N. Florestal – Alta Floresta/MT

    Responder
  6. Edson Sousa
    Edson Sousa says:

    Que belo exemplo de vida, parabens e que o Mestre permita ainda alguns anos entre nós transmitindo essa alegria que percebí no depoimento do mestre João Luiz.

    Grande abraço.
    Edson Sousa
    CRDG 2a Região.

    Responder
    • Olga Solange Souza
      Olga Solange Souza says:

      Que belo exemplo! Que presente divino chegar a essa idade com tanta sabedoria e VISÃO.
      Cumprimentos, C. Niuza. Uma grande mestre!

      Olga Solange Souza , recém-chegada no Núcleo Jardim das Flores (Porto Alegre-RS).

      Responder
  7. Rachel Cavalcanti Stefanuto
    Rachel Cavalcanti Stefanuto says:

    Linda e justa homenagem à querida D. Nilza!!!
    Ontem, domingo 29 de abril, tive a grata oportunidade de participar da comovente comemoração de aniversário que os irmãos do N. Lupunamanta preparam para ela. Parabéns a todos pela festa, alimentação, decoração e alegria!!
    Com parentes e amigos à sua volta, D. Nilza sorria e participou com alegria da cantoria após o almoço.
    Desejamos alegria e felicidade a ela!

    Responder
  8. Adriano Flávio Santos da Rocha Flor de Maria
    Adriano Flávio Santos da Rocha Flor de Maria says:

    Lindo de ver o agir do nosso Grande Mestre na vida das pessoas, dando-lhe força e nos mostrando como viver nesta caminhada! Eu peço ao nosso Divino Mestre JESUS, e nosso grande Mestre Gabriel, que guarneça esta linda CDC com a sua Luz, com sua Paz e Seu Divino AMOR!
    Adriano Flávio Santos da Rocha – N Flor Maria – Maceió – AL 10° região

    Responder
  9. André Heller Gordon
    André Heller Gordon says:

    Olá a todos. Sou neto da D. Nilza Heller e estou aqui na casa dela, para estar com ela na manhã do dia de seu Centenário. Acabo de ler este relato tão bem escrito pelo M. João Luiz, amigo querido e ela me disse “- Bom o texto, não é? É mais ou menos como sou”. Risos. Espirituosa, a C. Nilza mantém-se interessada e atenta e pede para agradecer pelo carinho e atenção. Acredito que a C. Gisela, sua filha, deve estar sorrindo ao acompanhar este lindo momento e esta homenagem.

    Responder
  10. Itana Ferreira de Pinho Miguez
    Itana Ferreira de Pinho Miguez says:

    Desejo saúde,sorte e alegria.Que exemplo de força,coragem,determinação e conformação,diante de todas as dificuldades e perdas atravessadas.

    Responder
  11. Vânia Maria Chaves de Castro
    Vânia Maria Chaves de Castro says:

    Uma lição de vida. Quantas histórias C.Nilza deve ter para contar! Ela tem o mesmo nome de minha mãe. Tenho muito respeito por mulheres que perdem filhos e encontram uma profunda espiritualidade para seguir em frente.Grata por compartilharem uma história tão bonita.

    Responder
  12. MOACIR TADEU BIONDO
    MOACIR TADEU BIONDO says:

    Estive recentemente em Campinas e pude rever a C Nilza. Para mim um belo exemplo que dignifica ainda mais nossa religião…ter uma pessoa centenária comungando vegetal não tem preço…é história.

    Responder
  13. Rosângela Pereira
    Rosângela Pereira says:

    É uma honra conhecer de perto uma pessoa tão especial. Mulher de fibra, como dizia uma grande amiga.
    Belo exemplo em vários sentidos da vida. Que possamos cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz!
    Rô Pereira – N.Lupunamanta/Campinas

    Responder
  14. Miguel Salum
    Miguel Salum says:

    C. Nilza
    Assim que voltar ao Brasil, quero ter a honra e alegria de conhecê-la pessoalmente. Parabéns pelo seu aniversário e lhe desejo saúde e alegria.
    Miguel Salum
    CDC – DAV Nordeste USA

    Responder
  15. Almir Nahas
    Almir Nahas says:

    Parabéns pela iniciativa de publicar este post, um exemplo singelo e forte da brava gente que faz a UDV ser como ela é, dia após dia, em cada um de seus núcleos. Que venham outros registros deste tipo, de pessoas que, com simplicidade, abraçam a nobre causa do Centro e que por isso recebem tantos benefícios e tem belas histórias para contar. Saúde e Paz para a C. Nilza, gratidão pela presença de sua família entre nós.

    Responder
  16. SANDRA MIRANDA PEREIRA
    SANDRA MIRANDA PEREIRA says:

    Sinto-me honrada em pertencer ao Núcleo Lupunamanta, e conviver com essa Senhora de 100 anos,bem humorada, inteligente, elegante, uma guerreira!

    Mais feliz, por ter conhecido sua filha, minha querida amiga, inesquecível Conselheira Gisela! Ela, nos presentou com a presença de sua mãe e partiu “antes do combinado”, deixando essa joia para zelarmos, que fazemos com amor e leveza!

    Sua festa foi linda, feita com carinho por toda a irmandade, com apoio da Representação e Presidência. Calor humano e cantoria, não podiam faltar, como ela mesma pediu! Saúde, saúde, alegrias e cantos de Paz ! Amamos C.Nilza!

    Sandra Miranda Pereira
    N.Lupunamanta
    Campinas.SP

    Responder
  17. Júlia Paula Motta de Souza - n. Lupunamanta
    Júlia Paula Motta de Souza - n. Lupunamanta says:

    A C. Nilza é uma inspiração pra mim! É uma honra poder conviver com ela e ver de perto uma pessoa que não reclama. Uma pessoa leve, interessada na vida, sempre com palavras positivas e um equilíbrio emocional admirável. Lindo texto. Justa homenagem! Parabéns à esta Admirável Vencedora!

    Responder
    • Celia Pereira Candiani
      Celia Pereira Candiani says:

      Estou muito feliz em conviver com D. Nilza e aprender com seus exemplos.
      Amiga alegre, atenciosa. Eu lhe desejo lhe Saúde e Alegrias!!

      Responder
  18. RITA CASSIA SILVA
    RITA CASSIA SILVA says:

    Conviver com a D. Nilza é realmente uma inspiração e aprendizado de vida. Nestes anos de convivência com ela, jamais a vi reclamar de nada. Ativa, lúcida e leve. Numa conversa, sabe ouvir e, seus retornos, são pérolas para quem souber aproveitar. Desejo que Deus a preserve com boa Saúde, lucidez e alegria por todos os seus dias. Viva, D. Nilza!
    Rita Cássia da Silva – N. Lupunamanta

    Responder
  19. Erika Madelaine
    Erika Madelaine says:

    Um homenagem linda desta e uma história de vida tão exemplar nos fortalece como sócio desta nossa Sagrada União.
    Que bom ler esta publicação!!
    Parábens, mestre João Luiz Cotta Neto por esta brilhante ideia e inspiração.
    Abraço fraterno à todos.

    Responder
  20. Sônia Condé
    Sônia Condé says:

    Simplesmente emocionante! Que a Sra continue recebendo do Mestre força , resistência e muitas alegrias.Parabéns. Receba o meu abraço.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *