“Dia da Paz e da Conciliação” abraça ao sul do país

Cidades da Grande Curitiba, também aprovam o dia 22 de julho, como “Dia da Paz e da Conciliação”

Assim como já vem ocorrendo em algumas cidades e estados brasileiros, os municípios de Pinhais e Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, estão instituindo o dia 22 de julho como “Dia da Paz e da Conciliação”. O primeiro lugar a instalar o Dia da Paz e da Conciliação, foi a cidade de Manaus, em 2010.

Em Pinhais a lei, de autoria do vereador Philipp Karkuss Gisler, já foi sancionada pelo prefeito. Em Piraquara o projeto foi aprovado em segunda discussão no dia 26 de abril, na Câmara dos Vereadores. Em ambos os municípios, as iniciativas vieram do sócio da União do Vegetal, Jorge Grando (*), filiado ao Núcleo São Cosmo & São Damião.

No mês de novembro, em Manaus, Jorge Grando participou do Congresso do Plantio e um dos assuntos abordados foi a respeito da preservação ambiental. Na epoca, Jorge Grando acompanhou uma manifestação do Mestre Geral Representante da UDV, Francisco Herculano de Oliveira, e foi profundamente motivado “no sentido de que nós precisamos entender e implantar uma Paz no mundo, como o próprio Mestre Gabriel deixou esta responsabilidade para nós”, salientou Jorge Grando.

No município de Pinhais, o próximo dia 22 de julho deverá contar com várias atividades, tais como a Caminhada pela Paz e um fórum de debates a respeito do assunto. Além das cidades mencionadas, o Dia da Paz e da Conciliação foi apresentado às autoridades de Quatro Barras e Bocaiúva do Sul, também na Grande Curitiba, além da própria capital.

*Jorge Grando faleceu no dia 22 de abril de 2011. Foi reconhecido internacionalmente como um ambientalista que lutava pelas causas da natureza e um dos responsáveis pela criação do Dia Estadual do Rio no Paraná, comemorado em 24 de novembro.